As caipirinhas mais originais bebem-se no Marquês de Pombal

Acaba de abrir portas e traz até ao Marquês de Pombal o calor do país-irmão. No Dona Beija, petiscos cariocas, paulistas e do nordeste juntam-se a caipirinhas fora do comum, como de melancia e framboesa. E até há samba.

Desenhos de Pelé e baianas a dançar nas casas de banho. As cores da bandeira espelhadas nas paredes verdes, sofás azuis e guardanapos amarelos. Cabeças de abacaxi em vasos de terra a substituir plantas. O nome de uma antiga novela de sucesso da Globo. E alegria ao receber. Poucos segundos bastam para se perceber que o novo restaurante do Marquês de Pombal é uma carta de amor ao Brasil.

Victor Abussafi, um dos donos do Dona Beija, nasceu em São Paulo e está em Portugal há quatro anos. As saudades são tantas que, em vez de rumar ao Brasil, trouxe um pouco de casa até Lisboa. A ideia foi a de recuperar o estilo do boteco, o típico bar brasileiro onde se come e bebe um copo com amigos ou colegas, depois do trabalho.

E assim é. Os petiscos e pratos quentes são tipicamente cariocas, paulistas ou do nordeste, como são os casos dos dadinhos de tapioca com queijo de coalho e geleia de pimenta; ou das coxinhas de galinha deitadas numa cama de catupiry caseiro, um requeijão cremoso. A salada com castanha de cajú também é um dos cartões de visita dos sabores brasileiros, assim como três pratos assentes na carne bovina. O primeiro, o escondidinho de carne seca, dessalgada e secada ao sol, que faz lembrar um empadão. Ou segundo, as tiras de filé grelhadas com queijo gratinado. E o terceiro, claro está, a picanha, acompanhada com farofa de bacon, molho chimichurri e batata rústica.

Nos doces, o clássico brigadeiro de panela, que vem servido numa taça e se come à colher, é incontornável. O mesmo adjetivo se aplica às caipirinhas, aqui coladas à versão original, com açúcar branco e gelo quebrado. Para além da clássica, há três fora do comum: de manga e limão, de morango e coco e de melancia e framboesa. Todas tão refrescantes como a imperial gelada. Ou o choppinho, como tão bem lhe chamam.

 

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Av. Duque de Loulé, 22b (Marquês de Pombal), Lisboa
Telefone
213570135
Horário
Das 12h00 às 15h00 e das 18h00 às 00h00; sexta e sábado, até às 02h00; segunda, só almoço; Domingo, das 17h00 às 00h00. Não encerra.
Custo
(€) Preço médio: 17 euros

Website

GPS
Latitude : 38.7233455
Longitude : -9.148901900000055

 

Leia também:

No novo hotel do Porto cheira a café e especiarias
O bairro de Benfica tem um novo bar multifunções
Giro: hambúrgueres slow-food de sabor luso-brasileiro