Mira: dormir numa casa gandaresa renovada, entre campos, pinhais e dunas

Uma antiga casa de família, outrora habitada por um ferreiro, deu lugar à Forja. (Fotografia de Maria João Gala/GI)
De campos, pinhais e dunas se faz a paisagem da Gândara, em cujo coração acaba de nascer a Forja. Este novo turismo rural, situado na Lagoa, em Mira, tem muitas histórias para contar desde que o primeiro adobe ali foi colocado, em 1906.

Campos, pinhais e dunas compõem o território da Gândara, cujos habitantes souberam tirar sustento dos solos arenosos e do mar, e que tem em Mira o seu coração. É lá, mais precisamente na Lagoa, que fica a Forja, um novo espaço de turismo rural nascido de uma casa gandaresa edificada em 1906. Essas habitações tão características funcionavam como sedes agrícolas, refletindo o peso da lavoura na economia familiar. Construídas em adobe, tinham planta em L, celeiros e um portão largo o suficiente para deixar passar um carro de bois, que conduzia a um pátio interior, entre outras especificidades. João Luís Pinho – mentor do projeto, a par com a mulher, Sofia Sousa – de bom grado partilha essas e demais histórias da terra com quem chega àquela morada, que só começou a receber hóspedes no mês passado.

O pátio interior era o centro da casa gandaresa.
(Fotografia de Maria João Gala/GI)

A Forja corresponde à antiga casa dos bisavós de João, que foi renovada e ampliada, conservando elementos originais, como algumas das pedras da frontaria, com bonitos desenhos e marcas do tempo. Está cheia de memórias familiares, que justificam, aliás, o nome: o bisavô João Marques de Pinho era ferreiro e tinha ali a sua forja. Fazia alfaias agrícolas e peças para a construção naval, lembra, em conversa no pátio interior, agora equipado com mesas e cadeiras que convidam a momentos de lazer.

Os quartos estão decorados de forma sóbria.
(Fotografia de Maria João Gala/GI)

Os hóspedes têm ao dispor nove quartos, sala de pequenos-almoços e sala de estar com um bar assente na honestidade: café, cerveja e outros produtos consumidos devem ser registados, para no fim se fazer contas. As paredes dessas áreas comuns exibem fotografias a preto e branco da Praia de Mira, e os quartos, de decoração sóbria, têm elementos de cestaria que lançam mais pontes para o passado: o avô João Maria, que era agricultor, fazia cestos, cabazes e poceiros que a avó punha à venda nos mercados, juntamente com as hortaliças. O mar está a pouco mais de cinco minutos de carro, mas também há acesso a uma piscina.

Em 2015, João Luís Pinho e Sofia Sousa já haviam inaugurado um primeiro turismo rural, criado a partir de uma casa gandaresa que pertencera aos avós dele: é a Casa da Lagoa, que tem cinco quartos ao todo e comunica com a Forja pelas áreas exteriores nas traseiras. Sendo dois projetos irmãos, partilham essa zona recatada, com bicicletas para aluguer e um pequeno pomar (daí os doces caseiros ao pequeno-almoço). “A arquitetura gandaresa dá uma privacidade interessante”, observa João.

A mãe, Odete, é a governanta das casas, e põe a sua experiência como chefe de cozinha ao serviço dos hóspedes: existe a possibilidade de fazer refeições ali, encomendadas de véspera. Ela confeciona pratos tradicionais, muito à volta do peixe e da carne. Comida vegetariana e macrobiótica é o próprio João Luís Pinho quem faz. E por marcação, ao fim de semana, também orienta atividades, como passeios interpretativos a pé ou visitas à Bairrada em veículos todo-o-terreno.


+ O que fazer perto
De bicicleta da lagoa até às praias

A Forja fica bem perto da Lagoa de Mira, um cenário tranquilo onde se pode observar aves, fazer piqueniques ou saborear algo à beira da água, no Sítio do Cartaxo. Por ali passa a Pista Ciclopedonal, que atravessa paisagens diversas, desde floresta e moinhos até campos agrícolas e dunas. Quem quiser ir a banhos pode continuar até à Praia de Mira, que mantém a arte xávega e é a única zona balnear do Mundo com Bandeira Azul desde que começou a ser atribuída, em 1987. Outra opção é a Praia do Poço da Cruz, não urbana.

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua da Forja, 9, Lagoa, Mira
Telefone
914 178 013
Custo
() quarto duplo desde 80 euros (com pequeno-almoço)


GPS
Latitude : 39.3999
Longitude : -8.2245




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend