Um cantinho de artesanato na Comporta

Mãe e filha vivem na região há mais de 20 anos e querem divulgar o trabalho de artistas e artesãos.

O mais recente espaço comercial da Comporta é três em um: loja, galeria e ateliê. Abriu a 1 de julho e procura homenagear a terra e as gentes que lá nasceram e vivem. A Duna deve o nome às dunas da região e é a continuação de um projeto de 16 anos que teve de encerrar devido à especulação imobiliária. As donas, Bárbara Correia e Rosa Baraúna – filha (ilustradora) e mãe (doutorada em restauro e conservação e fotógrafa) – meteram mãos à obra e começaram tudo de novo.

Na vertente loja de artesanato, são as malas, topes e biquínis em crochet feitos por uma artesã de Setúbal que enchem de cor as prateleiras, onde também há vestuário com apontamentos feitos à mão. A estes, juntam-se alcofas e chapéus feitos em junco, ráfia e palha de milho no Algarve. Alguns ficam simples, outros são decorados por Rosa para se tornarem peças únicas. De uma singela fita a uma pintura, tudo se faz para embelezar o artigo. Toda a bijuteria feita por Rosa dá ainda mais brilho a esta casa que outrora foi uma leitaria.

Baiana, filha de mãe brasileira e de pai que viveu em Moçambique, Bárbara não passa sem uma morna ou um samba que «transmitem boas energias» aos clientes

Na galeria, são as ilustrações de Bárbara e as fotografias de Rosa que, para já, estão em exibição, mas «todos os artistas e artesãos são bem-vindos a expor». Os quadros que agora ali se encontram refletem a vida da Comporta como era antigamente e como é agora. Praia, dunas, arrozais, barcos e ceifeiras são temas aqui bem presentes.

No ateliê, Bárbara faz tererés e tatuagens em hena. Aqui, as clientes são as camadas mais jovens que, sazonalmente, vêm para este retiro balnear que agora está tão na moda.

 

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua do Secador, 11, Comporta
Telefone
961940769


GPS
Latitude : 38.3794625
Longitude : -8.787038100000018