Tasca da Esquina faz 15 anos com novos pratos e os clássicos de sempre

(Fotografias: DR)
Restaurante de Vítor Sobral em Campo de Ourique celebra uma década e meia de portas abertas. Uma das novidades é o serviço "Pratos em Família", que leva o chef a cozinhar em casas particulares.

Em 2009, quando abriu portas em Campo de Ourique, esteve na vanguarda do crescimento das tabernas modernas, e com nova roupagem, que depois se foram espalhando pela cidade. Por estes dias, há motivos para festejar na porta 41C da Rua Domingos Sequeira, com a Tasca da Esquina a celebrar 15 anos com novidades ao barulho, mas mantendo a mesma premissa desde o primeiro dia, uma “matriz tradicional da cozinha portuguesa, mas com um twist”. “Hoje, a proposta da Tasca é muito idêntica ao que era quando abriu, inclusive com alguns pratos que ainda perduram dessa altura. Faço um bom balanço destes 15 anos, estamos sempre cheios”, explica Vítor Sobral, o chef deste restaurante – que entretanto também já soma morada no Brasil – e que ganhou outros irmãos mais novos pela capital e em Cascais, como a Taberna da Esquina, a Lota da Esquina e a Petiscaria da Esquina.

A década e meia de vida coincide com o lançamento do serviço “Pratos em Família”, que permite ao chef deslocar-se a casas particulares ou outro espaço para cozinhar para um grupo mínimo de dez pessoas. A iniciativa, que requer reserva prévia, de preferência com uma semana de antecedência, tem pratos exclusivos pensados de propósito para esta dinâmica, e assentes numa ótica de aproveitamento de todas as partes do produto, como já acontece na cozinha da Tasca. Alguns dos pratos que se passam a servir nas casas dos clientes são, entre outros, o cabrito da Sertã estonado com arroz de cogumelos e miúdos do mesmo; arroz de cabidela de galinha biológica; o arroz de lavagante, gambas listadas e aromáticos; ensopado de borrego biológico com vagens; ou a caldeirada que junta, por norma, tamboril, polvo, sardinha e raia. O serviço, de resto, estende-se a todo o país e o menu pode ser personalizado.

O bacalhau à Monção é um dos novos pratos. (Fotografias: DR)

Mas as novidades não ficam por aqui. Na Tasca da Esquina, a carta acaba de receber reforços, a pensar nos dias mais quentes da primavera e do verão. Entre os novos petiscos e pratos de Vítor Sobral estão as pataniscas de bacalhau, leves e fofas, com creme de abacate (9,90€); as laminas de Porco DOP Malhado de Alcobaça, cozinhado a oito horas, com beringela, alho francês confitado e cogumelos, tomate seco e cebolinho (12,90€); a salsicha de porco acebolada e com farofa (14,50€); o bacalhau à Monção, com o lombo do fiel amigo assado no forno com batata, barriga defumada e migas de couve (31,50€); ou pernil de Porco DOP Malhado de Alcobaça com puré de batata e molho de mostarda (24,50€).

Na carta da tasca, claro está, cabem alguns dos pratos icónicos da casa, que quinze anos depois continuam a ser dos mais pedidos pelos clientes, como é o caso das lascas de bacalhau com batata e ovo (14,90€); a salada de polvo com batata-doce e hortelã (19,80€); as lulas salteadas com cogumelos e salsa (14,90€); o clássico pica-pau (15,20€); ou o bacalhau à Brás de Vítor Sobral (23€). “Fazia todo o sentido manter na ementa alguns dos pratos que fazem parte da história e identidade do restaurante. São pratos sentimentalistas que nos trazem um pouco de nostalgia, mas também de orgulho no nosso percurso”, remata o chef, que soma quase quatro décadas de cozinha.

O restaurante abriu em 2009, em Campo de Ourique.

Tasca da Esquina. Rua Domingos Sequeira, 41C, Lisboa. Tel.: 919837255 Web: tascadaesquina.com.pt Das 12h30 às 15h e das 19h às 22h30. Encerra terça e quarta.




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend