Passear entre árvores senhoriais em Santa Maria da Feira

A Rota das Árvores Senhoriais faz-se em redor das árvores majestosas que crescem à nas quintas de Santa Maria da Feira. São visitas únicas com especialistas, e haverá muitas surpresas pelo meio. As inscrições já estão aberta.

Passam os dias de nariz empinado, imponentes e majestosas, em quintas centenárias. Fixaram raízes, abanam-se ao sabor do vento, sobrevivem aos humores do tempo, assistem à passagem de gerações. São árvores que moram no concelho de Santa Maria da Feira e que estarão à disposição em passeios traçados às suas medidas. A Rota das Árvores Senhoriais já está preparada para dar a conhecer um rico e intenso espólio arbóreo. São visitas únicas e gratuitas em percursos guiados por especialistas na matéria e acompanhadas pelos proprietários de quatro casas senhoriais, com alguns momentos especiais.

O primeiro percurso está marcado para a tarde de 13 de maio na Quinta da Murtosa do século XVI, cercada por altos muros de pedra, na freguesia de Mosteirô. Do portão de entrada à casa, há diversos exemplares para deitar o olho: árvores do incenso, carvalhos, tuias, ulmeiros e eucaliptos. Na envolvente, mais árvores: sequoias, magnólias de flores grandes, murtas e ainda um peculiar tulipeiro da Virgínia classificado e que terá mais de 150 anos de idade.

O segundo roteiro acontece a 3 de junho na senhorial Casa da Portela do século XVII, em Paços de Brandão. Uma araucária de Norfolk, monumental e centenária, sobressai pela altura e esguia silhueta junto à fachada desta quinta. Emoldurada pelas paredes do pátio interior da casa está uma nogueira preta frondosa e com copa densa. Mais uma árvore classificada que abre o apetite para outras espécies que ali se encontram.

A Quinta do Seixal não passa despercebida pelo denso e diversificado arvoredo que envolve a casa e a capela dedicada a Santa Efigénia.

A Quinta do Seixal, em Milheirós de Poiares, não passa despercebida pelo denso e diversificado arvoredo que envolve a casa e a capela dedicada a Santa Efigénia. A terceira visita na tarde de 9 de setembro tem lugar nesta propriedade de 26,3 hectares, onde mora um escultural cedro do Atlas, cujas agulhas azuis combinam com o azul da casa. Há mais cedros na mata e na colina, onde também vivem carvalhos americanos, magnólias, bordos-do-Japão e buxos, num jardim romântico.

E no alto da cidade da Feira, à volta do seu castelo, há árvores que ajudam a compor um cenário de outros tempos. Pelas encostas, na Mata das Guimbras e na Quinta do Castelo, há um conjunto de árvores emblemáticas e centenárias para descobrir a 7 de outubro. Faias, castanheiros, cedros, tulipeiros da Virgínia, pinheiros mansos, lódãos, metrosíderos, e outras árvores que transformam um espaço num oásis urbano verde e belo. Luís Côrte Real, Maria da Graça Saraiva, Luís Alves e João Almeida, são os guias que explicam tudo o que há para saber nesta rota de verde.


AGENDA DE PERCURSOS

  1. A Árvore do Ponto

13 de maio, das 14h30 às 17h30, na Quinta da Murtosa, em Mosteirô. Tem um singular tulipeiro da Virgínia que terá mais de 150 anos. As inscrições abrem hoje.

  1. A Nogueira Negra

3 de junho, das 14h30 às 17h30, na Casa da Portela, em Paços de Brandão. Uma nogueira preta, árvore classificada, com densa e frondosa copa, cresce no jardim da quinta senhorial. Inscrições abrem a 19 de maio.

  1. A Árvore do Atlas

9 de setembro, das 14h30 às 17h30, na Quinta do Seixal, em Milheirós de Poiares. Um cedro do Atlas, com agulhas azuis que combinam com o azul da casa, ocupa lugar de destaque. Inscrições abrem a 25 de agosto.

  1. As Guardiãs do Castelo

7 de outubro, das 14h30 às 17h30, Mata das Guimbras e Quinta do Castelo. Cedros, faias, pinheiros mansos, castanheiros, são algumas das árvores que vivem nas encostas do castelo da Feira. Inscrições abrem a 22 de setembro.


INSCRIÇÕES: para as visitas individuais, estão limitadas a 30 pessoas. Arrancam 15 dias antes da data e encerram ao meio-dia do dia anterior. As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias, através do site 100milarvores.pt. Mais informações através do número 256370800 (Câmara Municipal da Feira)