Música e poesia para ver nas varandas do Porto

(Fotografia de Rui Oliveira/GI)
Agosto é mês do Festival Varandas sair à rua. A sexta edição liberta-se de Miragaia e espalha-se pela cidade.

À sexta vez, o Festival Varandas libertou-se e espalha-se pelas ruas do Porto. A nova edição promete levar música e poesia às varandas de toda a cidade, de 4 a 25 de agosto, sempre à sexta-feira. A entrada é gratuita.

Lusofónico é o tema desta edição que promete prestar atenção às artes feitas em língua portuguesa, sempre à sexta, em dupla sessão, às 19h00 e às 22h00, outra das novidades deste ano.

A festa começa já na sexta-feira, 4 de agosto, com o cante alentejano de Magano a soar pela Praça de D. Filipa de Lencastre a partir das 22h00. Na semana seguinte, 11 de agosto, é a vez da música de Daniela Mendes chegar à Praça de Parada Leitão, logo a seguir às histórias e contos populares africanos, que têm início às 19h00.

A 18 de agosto, o Palacete de Viscondes de Balsemão, na Praça de Carlos Alberto, recebe poesia popular portuguesa a partir das 19h00 e, lá para as 22h00, soa o cavaquinho de Daniel Pereira Cristo e o seu quarteto.

No último dia, 25 de agosto, é a vez do festival se mudar para a Rua Rodrigues Sampaio, para o edifício da Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto, onde a partir das 19h00 se ouvirão contos de cordel brasileiros e, a partir das 22h00, irá atuar o cantor e compositor brasileiro Leo Middea.



CONTEÚDO PATROCINADO