No Sana Silver Coast, nas Caldas da Rainha, há férias com história dentro

Sana Silver Coast. (Fotografia: DR)
O Sana Silver Coast é uma porta aberta a descobrir a cidade, defronte para o verdejante Parque D. Carlos I, entre memórias reais e as cerâmicas bem humoradas de Rafael Bordallo Pinheiro que fazem das ruas uma exposição.

Velhas faturas, um menu de pratos servidos numa ocasião especial e uma carta de 1928 assinada por Rafael Bordallo Pinheiro são alguns dos artefactos históricos que repousam numa vitrina no átrio do hotel. Também há uma travessa de servir, uma sopeira e um açucareiro e uma fotografia a preto e branco que revela como era o Grand Hotel Lisbonense, erguido por vontade do empresário galego Vicente Cyriaco Alonzo Paramos e inaugurado na década de 80 do século XIX.

Então com quartos luxuosos, salão de baile e bilhares, o hotel atraía espanhóis de visita às Caldas da Rainha, artistas, aristocratas e membros da corte que acompanhavam a família real. E também banhistas e utentes das termas, impulsionadas cinco séculos antes pela rainha D. Leonor, depois de ela comprovar os benefícios das águas em que as populações se banhavam. Uma vertente histórica que os tours culturais da Go Caldas dão a conhecer aos hóspedes do hotel, mediante marcação prévia.

O hotel das Caldas da Rainha soma mais de 80 quartos e suítes. (Fotografias: DR)

O quatro estrelas é vizinho do Parque D. Carlos I.

Mantendo a traça original, o edifício deu lugar ao quatro estrelas Sana Silver Coast, com 80 quartos e suítes neoclássicos vocacionados tanto para o lazer como para o mercado de negócios. O restaurante Lisbonense, aberto ao público exterior, tem a assinatura do chef Diogo Medalha e pratos com produtos locais e sazonais, como aveludado de abóbora e filete de dourada com xerém de berbigão da Foz do Arelho. O bar com esplanada convida a passar os finais de tarde ao som de jazz ao vivo, um domingo em cada mês.

O chef Diogo Medalha comanda a cozinha do Lisbonense.

Algo está a fazer com que o sistema não consiga mostrar a ficha ténica desejada. Pedimos desculpa pelo incómodo.




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend