No São Gião, clássico de Guimarães, a ementa é ao gosto do chef

São Gião. (Fotografia de Paulo Jorge Magalhães/GI)
Aberto há 35 anos, na pequena vila minhota de Moreira de Cónegos, o São Gião foi conquistando um lugar de referência na gastronomia nacional. O chamariz é uma cozinha exímia, enraizada na tradição.

Em 1987, Pedro Nunes, então chefe de vendas de uma empresa de máquinas agrícolas, viu a oportunidade de dar asas ao gosto pela cozinha, num restaurante por terminar, a dez quilómetros do centro de Guimarães. Abraçou o projeto e levou-o a bom porto, vestindo a jaleca.

No seu reduto em Moreira de Cónegos, o chef faz chegar à mesa pratos do seu gosto pessoal. “É um restaurante de comida de panela, comida que eu gosto. Tanto fazemos tripas como foie gras, tentamos é que tudo seja bem feito e que tenha sabor”, diz Pedro Nunes. A longa carta deixa espaço às paixões do chef.

O chef Pedro Nunes lidera a cozinha deste restaurante. (Fotografias de Paulo Jorge Magalhães/GI)

O colarinho de pescada é um dos ex-líbris da carta.

Vale a pena determo-nos nas sopas, em especial a de peixe, rica e saborosa. Além do bacalhau, o peixe fresco é peça forte naquela cozinha – o chef vive em Leça da Palmeira e todas as manhãs vai à lota de Matosinhos -, de onde saem, ocasionalmente, delicados filetes de pescada com salada russa. “A simplicidade é o segredo. É muito difícil, mas é a melhor técnica”, afiança. Entre as novidades da ementa está uma corvina escalfada em alho francês, e o atum braseado com arroz de soja e salada de algas.

Nas carnes, são incontornáveis as tripas à moda de São Gião, o joelho de porco no forno com feijoada de cogumelos, ou o rabo de touro. Por esta altura, brilham também os rojões com castanhas. Ao domingo há pratos de reunião familiar, como o cabrito e a vitela assados no forno a lenha, que confortam tanto quanto a lareira ao centro da sala.

O restaurante fica situado nos arredores de Guimarães, em Moreira de Cónegos.

A canja de santola do São Gião.

Um clássico da casa
Colarinho de pescada: Numa cozinha que privilegia o peixe fresco em confeções simples, prepara-se habitualmente um colarinho de pescada suave e suculento, acompanhado com legumes e batata cozida.

Uma novidade da casa
Jarrete de vitela lacada: Uma das mais recentes adições à carta do São Giã. A vitela é servida com arroz de fumeiro, cozinhado num caldo de vinho e acabado no forno.

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Avenida Comendador Joaquim de Almeida Freitas, 56, Moreira de Cónegos
Telefone
253561853
Horário
Das 12h30 às 15h e das 19h30 às 23h; domingo, só almoço. Encerra à segunda.
Custo
(€€) 40 euros


GPS
Latitude : 41.3796987
Longitude : -8.355306400000018




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend