Lisboa: Biblioteca tem workshop de língua gestual para miúdos

Lisboa: Biblioteca tem workshop de língua gestual para miúdos
Depois de um ciclo de língua gestual dedicado aos adultos, a Biblioteca Orlando Ribeiro, em Telheiras, dá início às sessões pensadas para crianças, já este sábado. Os mais pequenos vão poder aprender os gestos do abecedário, como dizer o nome e até as cores.

«Ninguém sai das sessões a falar língua gestual, mas é possível aprender algumas expressões. Queremos mostrar as particularidades desta língua falada pela comunidade surda». É Joana Barata, diretora geral da Fábrica do Saber, quem explica o que se pode aprender em 90 minutos dedicados à Língua Gestual Portuguesa (LGP).

A primeira de três sessões dirigidas ao público infantil acontece este sábado, às 15h30, na Biblioteca Orlando Ribeiro, na Estrada de Telheiras, e é aberta a crianças fora da comunidade surda. A ideia passa mesmo por espalhar a mensagem e dar a conhecer aquela que é uma língua reconhecida pela Constituição Portuguesa como idioma nacional desde 1997.

Os workshops serão dados por uma professora de Língua Gestual, parcialmente surda, e destinam-se a crianças com idades superiores a 5 anos, depois de no ano passado terem sido dirigidos a adultos. «A formadora dá aulas a pequeninos em várias escolas pelo país onde a LGP é já atividade extracurricular e, por isso, as sessões para crianças serão muito didáticas», explica a responsável pela Fábrica do Saber, empresa especializada em explicações ao domicílio que organiza as sessões na biblioteca.«Dependendo da idade média dos grupos, as crianças vão poder aprender o abecedário, dizer o próprio nome e até algumas cores», adianta ainda. A atividade repete na biblioteca dias 21 de abril e 26 de maio, também às 15h30.

 

Workshop Língua Gestual – Fábrica do Saber
Biblioteca Orlando Ribeiro
Tel.: 912802852
Web: fabricadosaber.pt
10 de março, 21 de abril e 26 de maio, 15h30. 5 euros. Inscrições info@fabricadosaber.pt