El Bulo: as origens de Chakall transpostas para a mesa

O El Bulo completou um ano. E comemora com novos pratos que remetem para as origens do cozinheiro argentino e com jazz ao vivo a embalar as refeições.

Se Chakall se sentasse à mesa do El Bulo com um mapa aberto podia traçar retas da Galiza à Suíça e Alemanha, ligar França e Itália e, claro, juntar todas as linhas ao centro da Argentina. Foi em Tigre, a 30 quilómetros de Buenos Aires, que nasceu e cresceu, mas todos os outros países fazem parte da sua árvore genealógica. Não se admire, portanto, quem encontrar no menu do El Bulo polvo regado a cerveja galega, confit de pato no forno e provolones nas entradas, quase tão argentinos quanto italianos.

A especialidade do seu país de origem está na mais recente carta do restaurante, lançada em março, um ano depois de o argentino ter feito de um antigo armazém de vinho em Marvila o seu bulo (isto é, casa). O queijo é grelhado, apurado com azeite e alho e servido com presunto e pimentos de Padrón. Entre os novos pratos está também uma homenagem aos povos indígenas, o pappardelle de açaí, uma massa tipicamente italiana que ganha cor com o fruto roxo que cresce na Amazónia, e um híbrido franco-latino: um petit gâteau de dulce de leche argentino, acompanhado por gelado de brie e nozes.
O doce de leite recheia também os biscoitos alfajores, que se pode também comprar na loja à entrada do restaurante, a par de vinhos, outras doçarias e facas para a clássica carne argentina, aposta incontornável da casa de Chakall. Diante da loja está a segunda divisão do restaurante, com mesas compridas, flores coloridas nas paredes e, outra novidade: um palco elevado que recebe concertos com salero aos jantares. Todas as quintas à noite, há jazz a dar ainda mais sabor ao bulo de Chakall.

Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Praça David Leandro da Silva, 9 A (Marvila)
Telefone
218619027
Horário
Das 12h00 às 16h00 e das 19h30 às 02h00. Encerra à segunda.
Custo
(€€) 27

Website

GPS
Latitude : 38.7423752
Longitude : -9.102168699999993

Leia também:

Musa: Cerveja rock n’ roll nasceu no bairro de Marvila
Boas carnes e sobremesas de chorar por mais no Volver
O instante decisivo em que nos apaixonamos por Lisboa



CONTEÚDO PATROCINADO