O novo templo do ouriço-do-mar: chegou a primeira Ouriçaria portuguesa

O novo templo do ouriço-do-mar: chegou a primeira Ouriçaria portuguesa
A primeira Ouriçaria portuguesa abriu no Mercado da Ericeira. Para além de se provarem petiscos protagonizados pelo ouriço-do-mar, aqui também se esclarecem dúvidas e aprende-se a abri-los de forma correta.

É uma das iguarias gastronómicas da nossa costa, mas ainda não tinha um espaço totalmente dedicado a si, a prestar-lhe homenagem e a dá-lo a conhecer melhor ao público. Até agora. A primeira Ouriçaria portuguesa acaba de ser inaugurada, num formato pop-up, no Mercado Municipal de Ericeira, claro está, ou não fosse o ouriço-do-mar um dos símbolos maiores desta vila piscatória.

O espaço funciona até abril, estando de portas abertas durante os meses correspondentes à época dos ouriços, às quintas e sextas entre as 10h00 e as 14h00 e aos sábados e domingos entre as 10h00 e as 18h00. Aqui, poderá provar-se o Ouriço ao Natural, para consumir na hora ou para comprar e levar para casa, a Sopa de Ouriço e Algas, a Salada de Ouriço com Raia e a Malga Jagoz, uma poke com peixe local mais fresco do dia.

A acompanhar estes petiscos estão vinhos de produtores da região, mantendo a aposta numa economia à escala local: são estes os da Adega Cooperativa da Azueira, a Manz Wines e a Quinta de Sant’Ana.

A primeira Ouriçaria, que conta com o apoio da autarquia de Mafra, a mesma responsável que realiza, anualmente, o Festival Internacional do Ouriço-do-Mar desde 2015, e com a consultoria de Nuno Nobre, é também uma casa onde qualquer pessoa pode ir esclarecer dúvidas sobre o produto, ou mesmo aprender a abri-lo corretamente, por exemplo.




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend