Festival leva concertos gratuitos às tascas de Guimarães

Taberna Trovador (Fotografia: Miguel Pereira/GI)
O Vai-m’à Banda regressa no dia 26 de agosto com música ao vivo nas tascas mais emblemáticas da cidade.

São cinco espaços bem conhecidos dos vimaranenses, e vão acolher concertos de seis bandas e artistas nacionais, na 6ª edição do Vai-m’à Banda.

Catarina Branco abre o festival na Tasca Expresso, e traz consigo Vida Plena, o seu primeiro disco em nome próprio.

À Adega do Ermitão vai Algumacena, o resultado da vontade de Ricardo Martins e Alex D’Alva Teixeira de se juntarem num projeto de total liberdade criativa, “onde exploram territórios sónicos diversos, guiados pelas infindáveis coordenadas do universo do rock e de todas as suas permutações”, lê-se em comunicado.

Já a mais recente aventura do guitarrista Pedro Branco, o projeto Branco toca Marco Paulo, leva reinterpretações da vasta obra de Marco Paulo ao Amigos da Penha, juntando duas linguagens musicais bastante distintas.

Branco toca Marco Paulo sobe à montanha da Penha para um concerto gratuito. (Fotografia: DR)

 

Ao Tio Júlio e à Taberna do Trovador vão Club Makumba, Femme Falafel e Tiago, a encerrar as festividades. Club Makumba é composto por Tó Trips, João Doce, Gonçalo Prazeres e Gonçalo Leonardo, que se juntam para um exercício musical “livre, espontâneo, experimental e tribalista”, mergulhando numa “viagem pelas sonoridades do Mediterrâneo e pela África imaginada”. Femme Falafel é Raquel Pimpão, que acompanhada por Francisco Santos na bateria, Tiago Martins no baixo e Lana Gasparotti nas teclas, “usa a voz, e o logic para arrancar as amarguras mais profundas debaixo dos glaciares da consciência”. Cabe a Tiago, natural de Guimarães fechar o cartaz, com um set que refelte os seus quase vinte anos de experiência nas pistas de dança.

O evento é gratuito, e a partir das 15h, na Tasca Expresso, serão distribuídas pulseiras, em número limitado, que dão acesso ao teleférico entre Guimarães e a Montanha da Penha (onde se localizam duas das tascas aderentes: Adega Ermitão e Amigos da Penha) a um preço reduzido de 1,50 euros. O regresso à cidade deve ser feito antes das 20h, hora de encerramento do teleférico.




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend