Em Vila de Rei, no centro do país, há wakesurf e muito mais a descobrir

Joana Leitão é vice-campeã nacional de 2019 em wakebord. Na imagem, demonstra wakesurf. (Fotografia de Gerardo Santos/GI)
Vila de Rei, situada em pleno centro geográfico de Portugal, concentra muitos dos seus atrativos na albufeira de Castelo de Borde, que banha várias aldeias ribeirinhas como a de Zaboeira. O Museu da Geodesia e o restaurante O Cobra são também pontos onde vale a pena parar.

Vestida com fato de neoprene e uma t-shirt da WAKE WITH GIRLS, Rute Marta equilibra-se na prancha de wakeboard, fletindo as pernas enquanto agarra com uma mão o cabo preso ao barco pilotado por Joana Leitão, a 32 quilómetros/hora. A campeã nacional da modalidade faz parecer fácil surfar a onda contínua e explica, já a bordo, que o segredo é encontrar o equilíbrio do corpo e não tanto a força. Uma experiência aberta a pessoas de qualquer idade, desde que a dupla se fixou na aldeia de Zaboeira, encaixada “no diamante em bruto” de Castelo de Bode.

Rute e Joana não se conheciam até começarem a praticar wakeboard e wakesurf numa das estações náuticas da região. Ao fim de 20 anos, deixaram os empregos citadinos em gestão e radiologia e transformaram o hobby num projeto sustentável, começando por atrair mais mulheres para este desporto radical nascido nos EUA. Dão aulas individuais e em grupo, com barco ou no “cable park” de Fernandaires. A isso juntaram o alojamento Zab Living, construído a partir de uma ruína de xisto, com cinco suítes minimalistas viradas para a paisagem verdejante.

Joana Leitão (à esq.) e Rute Marta são a dupla à frente o Wake With Girls e do Zab Living. (Fotografia de Gerardo Santos/GI)

(Fotografia de Gerardo Santos/GI)

Vila de Rei tem uma das estações náuticas daquela que foi a primeira estância de wakeboard do mundo – a albufeira de Castelo de Bode -, mas não esgota os atrativos no espelho de água. Tem também o MUSEU DA GEODESIA, cujo marco geodésico se ergue a quase 600 metros de altitude, no cume da serra da Melriça. “Se o país fosse um retângulo de papel dobrado em quatro, o centro seria aqui”, ilustra Paula Ganito, que há dois anos se mudou de Lisboa para o concelho, com o marido. Ficaram a gerir a exposição e a pequena loja de produtos locais.

Muitos visitantes chegam ali enquanto percorrem a Estrada Nacional 2, que atravessa Vila de Rei ao quilómetro 366, e param para almoçar n’O COBRA, herdeiro do apelido do antigo dono. Há 37 anos que pertence ao pai de Tânia Lucas, tantos quanto servem maranho, bucho e sopa de peixes do rio (achigã e lúcio-perca, por exemplo) como especialidades. À receita juntam-se os vinhos da região, vinificados a partir de castas que o jurista e enófilo João Alves faz questão de promover nas atividades da Wine Templars, e que refletem diversos terroirs da região.

(Fotografia de Gerardo Santos/GI)

(Fotografia de Gerardo Santos/GI)

 

Partilhar
Morada
Zaboeira, Vila de Rei
Telefone
962047854
Custo
(€€) Aula de wakeboard (com barco, instrutor e equipamentos), 60 euros/pessoa.
Horário
Aberto durante todo o ano. Aulas mediante marcação.


GPS
Latitude : 39.3999
Longitude : -8.2245
Partilhar
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica
Partilhar
Morada
Serra da Melriça, Vila de Rei
Telefone
274898023
Horário
Das 10h às 13h e das 14h às 18h.

Website

GPS
Latitude : 39.3999
Longitude : -8.2245
Partilhar
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica
Partilhar
Morada
Rua de São João de Deus, 36 (Vila de Rei)
Telefone
274898444
Custo
(€€) Preço médio: 20 euros.
Horário
De terça a sábado, das 10h às 23h. Domingo, das 10h às 17h. Encerra à segunda.


GPS
Latitude : 39.3999
Longitude : -8.2245
Partilhar
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica

Este artigo integra a reportagem de capa “À Descoberta do Pinhal Interior”, composta por capítulos sobre os concelhos de Vila de Rei, Oleiros, Mação, Proença-a-Nova e Sertã.




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend