Dois sítios para aprender a andar a cavalo no Norte

Centro hípico do Sport Club do Porto, na Prelada. (Fotografia de Pedro Correia)
Há 16 anos que o Clube Hípico do Norte desenvolve programas de equitação terapêutica a par com a escola, o centro de treinos de alta competição, e os mais recentes passeios turísticos. O Centro Hípico do centenário Sport Club do Porto, instalado no antigo Parque de Campismo da Prelada, conjuga as aulas de equitação com o serviço de estabulação e eventos.

Clube Hípico do Norte

O Clube Hípico do Norte acolhe um ramalhete de atividades ligadas aos cavalos, desde as aulas de iniciação à arte de montar até à receção e organização de competições internacionais. “Temos a escola de equitação, a equitação terapêutica, os passeios a cavalo, a estabulação e grupos de treino de competição”, lista João Barros, que fundou o espaço com o irmão Bruno há 16 anos.

A vertente terapêutica faz parte da oferta desde o início. Para usufruir deste serviço – que aqui funciona integralmente com crianças – é apenas necessária uma autorização médica. “Não tem de ser recomendado, tem de ser autorizado, porque existem algumas contraindicações para a prática de equitação terapêutica, como escoliose acima dos 30 graus, cardiopatias, osteoporose, e o médico tem de despistar”, esclarece Bruno, coordenador do programa e técnico de equitação terapêutica. A equipa é ainda composta por uma terapeuta operacional, uma psicomotricista e dois auxiliares.

Estando apta a montar, a criança é integrada num dos ramos do projeto, em função do objetivo terapêutico. “Temos o programa arco-íris, para perturbações do neurodesenvolvimento; e o programa do défice motor, para qualquer tipo de incapacidade motora. E depois temos a equitação adaptada, um programa que, tendo uma pessoa uma patologia associada, o objetivo mais importante é o desportivo e não o terapêutico.”

Para as terapias assistidas por equinos, a equipa conta com um punhado de cavalos que se destacam dos outros animais do centro hípico. “São mais especiais, ainda mais tranquilos, que permitem absorver movimentos estranhos, bruscos, barulhos, que um cavalo de desporto, por exemplo, não ia admitir”, realça João. Além disso, devem ser “relativamente baixos e ter andamento simétrico”, acrescenta Bruno.

Para lá das atividades desportivas e terapêuticas, o centro hípico apresenta uma oferta turística, mais recente, com passeios a cavalo no pinhal em redor ou na praia de Ofir, e programas de vários dias com aulas de equitação.

Centro Hípico do Sport Club do Porto

Em 2016, um protocolo com a Santa Casa da Misericórdia permitiu que o Centro Hípico do Sport Club do Porto, a funcionar durante mais de 60 anos em Silva Porto, fosse ocupar o antigo Parque de Campismo da Prelada. O objetivo foi promover no espaço o desenvolvimento de atividades que conjugam a natureza, o desporto e a cultura. E apesar de estar mesmo no meio do ambiente urbano, a envolvente arborizada do parque, onde se pode ir em passeio, não deixa sentir a proximidade com o centro da cidade.

A secção hípica do centenário Sport Club do Porto – que integra uma grande variedade de modalidades – inclui a escola de equitação, programas de equitação terapêutica, serviços de estabulação e eventos. As aulas são para todas as idades, mas para participar, todos os cavaleiros devem fazer-se sócios do Sport Club do Porto.

No verão, o espaço promove um programa de férias, com passeios, aulas e outras atividades direcionadas a crianças e jovens dos seis aos 16 anos.

Algo está a fazer com que o sistema não consiga mostrar a ficha ténica desejada. Pedimos desculpa pelo incómodo.




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend