Casa de Mateus reabre os seus jardins ao público

Casa de Mateus, em Vila Real.
A partir de dia 18 de maio já vai ser possível passear pelos jardins da Casa de Mateus, em Vila Real. E por metade do preço normal.

No “plano de desconfinamento” elaborado pelo governo, dia 18 de maio é aquele em que museus, monumentos, palácios e galerias de arte podem começar a abrir as suas portas. Curiosamente, neste dia celebra-se o Dia Internacional dos Museus.

Neste primeiro momento, são apenas os jardins que estarão abertos, uma oportunidade para se esticar as pernas ao mesmo tempo que se aprecia uma paisagem verde e tranquila. São 20 hectares de paisagem “vasta e segura”, refere a Fundação em comunicado. Até ao final do mês do mês, para assinalar a reabertura, os bilhetes de entrada terão uma redução de 50 por cento para cidadãos nacionais.

No dia de reabertura, Fundação da Casa de Mateus divulgará também todo um programa especialmente dedicado à comunidade local, “beneficiário e protagonista primeiro deste património universal”.

Entretanto, a programação cultural da Fundação da Casa de Mateus prossegue online. Ainda em maio – Mês da Poesia – propõe que os poetas apresentem memórias dos seminários de tradução que desde os anos 1990 acontecem por esta altura na Casa de Mateus.

“Uma vez por semana, aqui desfilarão poetas como Nuno Júdice, Jorge Velhote, Ana Luísa Amaral e outras surpresas que se lhes juntarão. No final do mês, juntaremos todos estes contributos num momento especial que ficará para o arquivo das nossas memórias poéticas”, refere da Fundação

No dia 12 de maio, regressa o ciclo Cidade, Lugar Comum, iniciativa do Município de Vila Real e da Casa de Mateus. Em ambiente virtual, José Gomes Mendes, Secretário de Estado do Planeamento e autor de ‘O Futuro das Cidades’, falará do impacto da pandemia na atual ideia de cidade e das consequências que traz ao redesenho de políticas urbanas.

Até ao final do mês, lugar ainda à oficina Narrativas do Património, mais um dos momentos de reflexão do projeto Lugar Comum, sobre os modos de contar a história e de a tornar presente.

 

Horário dos jardins:

Das 9h30 às 13h e das 14h às 17h30.

Informações e visitas:

Tel.: 259323121

Preço:
4,75 euros (até ao final de maio; depois, 9,50 euros).

 




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend