Portugueses são os melhores da Europa do sul a falar inglês

(Fotografia: Gonçalo Villaverde/GI)
O 'ranking' anual da Education First sobre os países do mundo que melhor sabem falar inglês, Portugal fica classificado na 18.ª posição (nível de conhecimento "alto"), num top 10 dominado pelo norte da Europa.

Com o turismo nacional a atingir picos de procura dos quatro cantos do mundo, calha bem que Portugal esteja bem classificado no ranking dos países que melhor sabem falar inglês. Segundo revela o estudo English Proficiency Index, elaborado pela Education First, Portugal é o 18.º melhor país do mundo neste ramo, de entre os 80 estudados, fixando-se no nível “Alto” de conhecimentos da língua inglesa.

Uma boa classificação, ainda que signifique uma descida de três lugares face a 2016, neste mesmo ranking que avalia a proficiência linguística de pessoas cuja língua nativa não é o inglês. O estudo deste ano coloca a Holanda na primeira posição e mostra que os países do norte da Europa são dos melhores a falar inglês, como a Suécia (2.º lugar), Dinamarca (3.º), Noruega (4.º) e Finlândia (6.º).

De resto, abaixo de Portugal ficaram outros países a sul da Europa, como Grécia (23.º), Espanha (28.º), França (32.º) ou Itália (33.º), ou mesmo os nossos «irmãos» brasileiros, na 41.ª posição do ranking, que mostra também que o Médio Oriente ocupa os níveis mais baixos de conhecimentos da língua inglesa. Outro dado curioso é o facto de, no geral, as mulheres saberem falar melhor inglês do que os homens.

Lista dos 80 países e os seus níveis de inglês:

1. Holanda (UE)- Muito alto
2. Suécia (UE) – Muito alto
3. Dinamarca (UE) – Muito alto
4. Noruega – Muito alto
5. Singapura – Muito alto
6. Finlândia (UE) – Muito alto
7. Luxemburgo (UE) – Muito alto

8. África do Sul – Muito alto
9. Alemanha (UE) – Alto
10. Áustria (UE) – Alto
11. Polónia (UE) – Alto
12. Bélgica (UE) – Alto
13. Malásia – Alto
14. Suíça – Alto
15. Filipinas – Alto
16. Sérvia – Alto
17. Roménia (UE) – Alto
18. Portugal (UE) – Alto
19. Hungria (UE) – Alto
20. República Checa (UE) – Alto
21. Eslováquia (UE) – Alto

22. Bulgária (UE) – Moderado
23. Grécia (UE) – Moderado
24. Lituânia (UE) – Moderado
25. Argentina – Moderado
26. República Dominicana – Moderado
27. India – Moderado
28. Espanha (UE) – Moderado
29. Hong Kong – Moderado
30. Coreia do Sul – Moderado
31. Nigéria – Moderado
32. França (UE) – Moderado
33. Itália (UE) – Moderado
34. Vietname – Moderado
35. Costa Rica – Moderado

36. China – Baixo
37. Japão – Baixo
38. Rússia – Baixo
39. Indonésia – Baixo
40. Taiwan – Baixo
41. Brasil – Baixo
42. Macau – Baixo
43. Uruguai – Baixo
44. México – Baixo
45. Chile – Baixo
46. Bangladesh – Baixo
47. Ucrânia – Baixo
48. Cuba – Baixo
49. Panamá – Baixo
50. Perú – Baixo
51. Colômbia – Baixo
52. Paquistão – Baixo
53. Tailândia – Baixo
54. Guatemala – Baixo
55. Equador – Baixo
56. Tunísia – Baixo
57. Emirados Árabes Unidos – Baixo

58. Síria – Muito baixo
59. Qatar – Muito baixo
60. Marrocos – Muito baixo
61. Sri Lanka – Muito baixo
62. Turquia – Muito baixo
63. Jordânia – Muito baixo
64. Azerbaijão – Muito baixo
65. Irão – Muito baixo
66. Egipto – Muito baixo
67. Cazaquistão – Muito baixo
68. Venezuela – Muito baixo
69. El Salvador – Muito baixo
70. Omã – Muito baixo
71. Mongólia – Muito baixo
72. Arábia Saudita – Muito baixo
73. Angola – Muito baixo
74. Kuwait – Muito baixo
75. Camarões – Muito baixo
76. Argélia – Muito baixo
77. Camboja – Muito baixo
78. Líbia – Muito baixo
79. Iraque – Muito baixo
80. Laos – Muito baixo

 

Leia também:

Crítica de vinhos: a casta que liga Portugal e Espanha
Novo hotel no Cais do Sodré tem Portugal no coração
Portugal tem o melhor novo campo de golfe do mundo