As lojas históricas de Lisboa revelam-se numa exposição

Restaurantes, farmácias, barbearias, bares, chapelarias, retrosarias e outros ofícios abrem-se aos visitantes mais curiosos numa exposição com textos, fotografias e objetos únicos. Para ver em Lisboa até dia 25 de novembro com entrada gratuita.

Um pote de vidro azul da farmácia, uma máquina para medir o perímetro craniano datada do século XIX, uma tesoura de costura antiga em metal, uma máquina de fazer supositórios ou até mesmo um par de luvas dos anos 20 e 30 do século XX – estes são apenas alguns dos objetos que o público poderá conhecer na exposição Lojas com História, inaugurada pelo pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa esta quinta-feira, dia 7. As portas abrem aos visitantes na sexta-feira, dia 8, no número 134 da Rua da Conceição, na Baixa de Lisboa, a partir das 12h00.

Na cidade existem 82 lojas classificadas como históricas pelo município, e dessas, 81 vão estar representadas na exposição por um conjunto de fotografias, textos descritivos e objetos dos acervos originais. «Os objetos são dos elementos mais importantes», tendo resultado de contribuições de vários lojistas, explicou à Evasões o curador da exposição, Miguel Santos.

Entre a atividade que realizam (qualquer uma das lojas está aberta ao público e pode ser visitada), o património material que guardam e o património imaterial que representam, a atividade de cada loja é o que estará em destaque na exposição. Porque «se as lojas não tiverem a atividade que está associada à decoração original, não é a mesma coisa», disse o curador.

Entre restaurantes, farmácias, barbearias, bares, chapelarias, retrosarias, fotógrafos e outros ofícios, a Câmara Municipal de Lisboa distinguiu 82 espaços – pelas suas «caraterísticas únicas, valor histórico, artístico e cultural» -, dando forma ao projeto Lojas com História criado em 2015 com o propósito de proteger e preservar este património identitário da cidade.

A exposição que agora as dá a conhecer em detalhe ao grande público vai estar patente num edifício no número 134 da Rua da Conceição, de terça a sábado, das 12h00 às 18h30, com entrada gratuita, até ao dia 25 de novembro. A organização é do Departamento de Património Cultural da Direção Municipal de Cultura da autarquia.

 

Leia também:

A nova loja de Lisboa é um mundo de missangas
Já existe um mapa da arte contemporânea de Lisboa
Vagabunds & Co é a nova loja de streetwear de Lisboa