Dia dos Namorados: quanto pagam os casais para jantar?

Estudo da plataforma de reservas The Fork revela que 48% dos inquiridos pretende gastar até 100 euros com um jantar a dois no Dia dos Namorados, a 14 de fevereiro. 77% vai comer fora nesse dia.

A propósito do Dia dos Namorados, que se celebra já para a semana, dia 14 de fevereiro, um estudo feito pelo The Fork sobre a preferência dos portugueses no que toca ao Dia de São Valentim revela que 92% dos inquiridos pretende comemorar a data este ano e que 77% vai fazê-lo num restaurante.

O inquérito da plataforma de reservas online adianta que «este ano, os portugueses estão dispostos a gastar mais do que o habitual para este jantar especial». O The Fork explica que, por norma, costuma reservar-se restaurantes com um preço médio de 25 euros, mas metade dos inquiridos pela plataforma confessa querer gastar até 100 euros no jantar de São Valentim por uma refeição a dois fora de casa. Os restantes dividiram-se entre os valores até 50€ e 200€.

Este é um orçamento que é semelhante ao de outros países como a Suíça e a Bélgica, e superior, por exemplo, ao espanhol, que será de uma média de 50 euros por casal num jantar fora de casa na noite de 14. O mesmo estudo frisa que 42% dos casais pretende dividir a conta na hora do pagamento.

Em relação ao tipo de restaurantes que os portugueses procuram para o Dia dos Namorados, 57% de quem respondeu que ia comer fora adianta que prefere um restaurante que tenha um ambiente romântico, enquanto 33% vai optar por espaços com promoções e 8% por um local que seja trendy.

O inquérito do The Fork, realizado a mais de 400 pessoas, revela ainda outras curiosidades como o facto de 40% considerar importante vestir-se a rigor e preparar uma surpresa adicional neste dia; ou que 89% considera que podem comer tudo o que quiserem na noite de 14 de fevereiro; ou até mesmo que 74% dos inquiridos acha falta de romantismo pedir um hambúrguer.

 

Leia também:

Conheça o novo éclair exclusivo do Dia dos Namorados
Vem aí um jantar romântico no Palácio da Pena
‘The Guardian’ destaca região portuguesa para mini-férias