Aldeias Históricas vão ter certificado de turismo sustentável

O conjunto das 12 Aldeias Históricas de Portugal estão em processo de certificação como Destino Biosphere, um título reconhecido pela UNESCO e atribuído pelo Instituto de Turismo Responsável. As Aldeias Históricas serão o primeiro destino português a receber a distinção.

«Podem ser pontos ínfimos no mapa-mundo, mas graças a elas mudou-se o destino de um país», lê-se na página da comunidade Biosphere dedicada às Aldeias Históricas de Portugal. A localização estratégica destas localidades da Beira Interior dotaram-nas de um papel central na definição da fronteira luso-espanhola no século XII.

Da rede fazem parte as aldeias de Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso, que «hoje se aliam para combater os efeitos da passagem do tempo e da desertificação», pode ler-se ainda.

A recuperação deste conjunto contribuiu para preservar e promover tanto a arquitetura característica dos locais como os produtos regionais, a gastronomia e o artesanato, criando práticas de turismo sustentável do ponto de vista natural, económico e social.

A Biosphere adiantou à Evasões que o processo de certificação deverá estar concluído até setembro deste ano, data em que o conjunto das 12 aldeias passa a integrar a comunidade Biosphere, um selo atribuído a destinos e entidades que promovem o turismo sustentável.

Esta marca de sustentabilidade turística foi criada pelo Instituto de Turismo Responsável, cuja sede internacional é em Madrid, depois da Conferência Mundial de Turismo Sustentável, em 1995, e conta já com o apoio e reconhecimento da UNESCO, da Organização Mundial de Turismo (OMT), do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e outras entidades.

O selo Biosphere é o único a incorporar os 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e as mais recentes diretrizes da Conferência do Clima de Paris. Em todo o mundo há 120 destinos com esta distinção.

A região do Alentejo também está em processo de certificação como Destino Biosphere, mas à agência noticiosa espanhola EFE, o instituto adiantou que tal não vai acontecer até 2022. Entretanto o território português tem já duas entidades com certificado Biosphere, os hotéis Jardim Atlântico e Baía Azul, ambos no Funchal.

Leia também:

Um roteiro pelo queijo e paisagens da Serra da Estrela
Parque português comparado a cenário de Guerra dos Tronos
8 “villas” portuguesas entre as 50 melhores da Europa