Um Paraíso Escondido por descobrir no sudoeste alentejano

O monte comprado em 2002 por Berny e Glenn faz lembrar África. Escondido no sudoeste alentejano, este turismo rural oferece uma paisagem soberba, noites estreladas e boa comida.

Pode parecer estranho dizer que o Paraíso Escondido faz lembrar África, mas faz. “A paisagem, as noites estreladas, os verões longos e quentes e uma luz maravilhosa durante todo o ano”, foram estas algumas das razões que levaram Berny e Glenn, a apaixonar-se por este pedaço de terra em Casa Nova da Cruz, a dois passos de São Teotónio.

Ela nasceu em Moçambique. Ele na Austrália. Conheceram-se na África do Sul, onde Berny vivia, e trabalharam em vários pontos do mundo, de Londres a Lisboa, da Singapura à Rússia. Mas foi no Alentejo que decidiram assentar arraiais. Em 2002 compraram o monte e construíram a casa para onde fugiam sempre que podiam. Às vezes convidavam amigos. Amigos que “não arredavam pé, tal era a felicidade. Foi isso que nos levou a transformar a casa em turismo rural”, confessa Berny.

Em 2002 compraram o monte e construíram a casa para onde fugiam sempre que podiam

Alguns passaram entretanto, a maioria deles a tratar “da papelada”, sendo que as portas abriram definitivamente em Novembro de 2014. Primeiro com Berny a gerir, agora também com Glenn a tempo inteiro. Com eles está a filha. Se há turismos rurais em que a geografia dos proprietários é importante para contextualizar os hóspedes este é um deles. A casa é a extensão das suas personalidades. Alguns dos móveis vêm de África ou da Ásia, a oferta de chás é extensa e há um cuidado extremo com os produtos utilizados em todas as refeições.

Sem fundamentalismos, seja no prato, seja no trato. “Num turismo rural é muito importante ler aquilo que os clientes querem. Saber ouvir. Se as pessoas quiserem conversar, nós conversamos, se quiserem espaço nós damos espaço”, diz Berny. Glenn, que ainda está a aprender português, concorda.

Os hóspedes não se cansam de elogiar a qualidade da comida

Estão sempre por ali. Seja na horta, seja a limpar a piscina, seja a preparar uns ovos mexidos vindos da galinha da vizinha ou um peixe fresco para o jantar – comprado no mercado de Aljezur. Os hóspedes não se cansam de elogiar a qualidade da comida. E com razão. A cabine de massagens, bem no topo da propriedade é outra das mais valias. Tudo em madeira, muitos simples, com inspiração… asiática.

Este texto foi publicado na revista Evasões de 16 de Setembro de 2016.

Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Casa Nova Da Cruz, São Teotónio
Telefone
912470206
Custo
() Quarto duplo a partir de 135 euros por noite (inclui pequeno-almoço) Preço restaurante: 35 euros (sem vinhos; só hóspedes, por reserva)


GPS
Latitude : 37.4994509
Longitude : -8.654585999999995