Festas de Lisboa: fugir à regra com estas alternativas

Nem só de tradição se fazem as Festas de Lisboa. Este ano, há muitas novidades e arraiais alternativos para celebrar os Santos Populares. Aqui ficam alguns.

Há muito que as marchas e arraiais chegam como garantia do mês de junho, tal como os habituais casamentos de Santo António. Mas todos os anos a programação das Festas de Lisboa junta à tradição as novidades, inspirando eventos alternativos pela cidade. Estas são algumas das festas oficiais e não oficiais que vão agitar a capital no mês das sardinhas e dos manjericos.

 

Arraiais a não perder

O Terraço é Lindo!
Nem todo o arraial tem de acontecer em plena rua; aliás, há mesmo um que acontece num palacete abandonado. Trata-se do Terraço é Lindo!, uma festa organizada pelo Torel Palace e o Restaurante Cave 23, no dia 12 de junho, que tem o custo de 10 euros (consumíveis em senha). O ponto de encontro é às 17h00 no n.º 37 da Rua Câmara Pestana e, depois de se percorrer as salas do palácio, chega-se a um terraço com música, bancas de comida e bebida, com vista para a cidade. Bolas de berlim recheadas com rabo de boi, sandes de porco no espeto, sardinhas escaladas e marisco cozido ao momento não deixam dúvida que este programa é um upgrade de Santos Populares. Não é necessário inscrição prévia.

 

Santos Veganos
Tal como nos últimos anos, o restaurante vegano Food Temple volta a organizar um arraial sem sardinhada e churrascada na noite de Santo António. Ninguém passa fome nem sede, pelo contrário, graças ao barbecue vegan e ao carregamento de cerveja artesanal e de sangria. A festa começa às 18h00, dia 12, com ritmos do mundo no Beco do Jasmim, Mouraria.

 

Anjos Populares
Os santos vão ser substituídos pelos anjos neste arraial alternativo organizado pela associação cultural e criativa Anjos70, nos dias 12 e 13. A música é internacional e a comida segue a mesma diversidade, com várias barraquinhas de comida vegan friendly a representar diferentes países do mundo. As gastronomia japonesa, síria, indiana e cabo-verdiana são algumas das opções que podem substituir as tradicionais sardinhas.
Pop-up Gastronómico nos Santos
Não sendo propriamente um arraial nem parte da programação oficial das Festas de Lisboa, o projeto Bisca dos 3 merece uma referência pela originalidade. Arranca este dia 7 na Mouraria e trata-se de um pop-up gastronómico de cozinha tradicional portuguesa, preparado a seis mãos, por três amigos: o consultor gastronómico Nuno Nobre e os chefs Luís Rodrigues e Vasco Lello. Caracóis, sopa da pedra, trifana de porco com cachaço, barriga e bacon e sandes de frango à Bairrada são algumas das sugestões para acompanhar com cocktails, vinho e cerveja.

 

Grandes eventos

20 anos da Expo’98: Você Não Está Aqui

A exposição mundial foi a alavanca necessária para transformar uma antiga zona abandonada da cidade em condomínios de luxo, apartamentos, jardins e restaurantes que hoje conhecemos como o Parque das Nações. É essa viagem ao passado do bairro oriental da capital que o fotógrafo Bruno Portela faz nesta exposição com 78 fotografias documentais a grande escala. A mostra encontra-se dividida por 7 núcleos, instalados em edifícios emblemáticos: Torre Galp, Oceanário, Pavilhão de Portugal, Pavilhão Atlântico, Centro Comercial Vasco da Gama e ponte. Entre 9 de junho e 30 de setembro será possível ver as imagens e, a cada primeiro domingo do mês, haverá visitas guiadas.

 

130 anos Fernando Pessoa
Os 130 anos do nascimento do poeta merecem celebração especial e, por esse motivo, a Casa Fernando Pessoa preparou um programa para todas as idades. No feriado, dia 13, pelas 15h30, o poeta Nuno Moura dá voz à poesia de Pessoa numa atividade gratuita intitulada Micropoemas para ler em Júpiter, para pais e filhos. Logo no dia seguinte há Lisbon Revisited, um encontro internacional de poesia, e ainda, a 16, um concerto de Sofia Vitória, cujo álbum «Echoes» foi inspirado pelas últimas palavras do poeta português. Fora de portas, acontece o Aneditura, com poemas de Pessoa musicados para serem ouvidos a 13 de junho, pelas 18h00, na Sala Nobre do Palácio de Independência.

 

Refavela 40 – Espetáculo de encerramento
Estas festas são em Lisboa, mas de todo o mundo, e a prova disso é o tema do espetáculo que conclui o mês dos Santos Populares na capital. No último dia de junho sobe ao palco Gilberto Gil com sonoridades do samba, funk americano e reggae, que inspiraram o seu álbum Refavela, lançado há 40 anos. Para comemorar a efeméride, o filho de Gil juntou, no ano passado, amigos e companheiros musicais para dar voz aos antigos temas do músico brasileiro. Nas Festas de Lisboa, Gilberto Gil vai estar acompanhado por Mayra Andrade e a italiana Chiara Civello. No Jardim da Torre de Belém, a 30 de junho, 22h00.

 

Festas de outras latitudes

A Arte de Casar em Moçambique
Uma exposição de António Leitão-Marques sobre os populares e coloridos casamentos de Moçambique. Junta de Freguesia de Santa Maria Maior. Até 6 de julho, das 14h00 às 18h00. Encerra aos domingos. Entrada gratuita

 

Festa da Diversidade
Em frente ao Tejo haverá sonoridades internacionais durante estes dois dias. Guto Pires, Farra Fanfarra, Tocá Rufar, Costa Neto e Calú Moreira são alguns dos artistas que vão animar a zona ribeirinha. Ribeira das Naus, 16 e 17 de junho, 16h00 à 01h00 e 00h00, respetivamente. Entrada Gratuita

 

Festa Indiana
O Festival das Cores, também conhecido por Holi, é comemorado pela Comunidade Hindu de Portugal com momentos de dança, música, workshops e jogos tradicionais.
Pátio da Índia, Alameda Mahatma Gandhi. 24 de junho, 16h00. Entrada Gratuita.

 

Leia também:

Arraiais, marchas, concertos: guia para as Festas de Lisboa
Há novos pratos neste terraço “escondido” de Lisboa
10 restaurantes em Lisboa para comer sardinha assada