Conhecer a arte urbana de Bordalo II em exposição

(Fotografia de Gustavo Bom/GI)
Bordalo II (ou Artur Bordalo) criou trinta peças de raiz para a exposição que abre as portas este sábado, 4 de novembro, e que se estende de um armazém no Beato, em Lisboa, até ao exterior.

Attero, o termo em latim para «desperdício», é o nome da primeira grande exposição a solo do artista Bordalo II (nome artístico de Artur Bordalo), que tem vindo a passar uma mensagem de consciencialização para o desperdício e o lixo através das suas obras, em grande e em pequena escala.

O artista ficou conhecido, sobretudo, pela série Big Trash Animals – animais gigantes e coloridos, espalhados por cidades portuguesas e estrangeiras, feitos a partir de lixo – da qual alguns exemplares novos vão fazer da exposição. Com curadoria de Lara Seixo Rodrigues, Attero acontece num armazém na zona do Beato, cujo ateliê o artista usou nos últimos tempos, e é de entrada gratuita.

A exposição arranca este sábado, 4 de novembro, às 16h00, e termina três semanas depois, no dia 26 de novembro, com uma visita guiada com Bordalo II. Até lá, esperam-se tertúlias, visitas temáticas, workshops para crianças, o lançamento de um livro sobre uma parte da vida do artista (neto do mestre pintor Real Bordalo, que faleceu em junho, aos 91 anos) e a estreia do documentário Bordalo II – A Life of Waste.

Porquê uma exposição agora?
Eu já procurava um espaço deste género para fazer uma exposição, assim um armazém grande e abandonado para ter liberdade total de criação. Uma vez que eu ia sair dali [do armazém, que servia como ateliê] e tinha um carinho especial pelo sítio, achei que era uma boa oportunidade.

A exposição vai ter só as obras grandes, de rua, ou outras de pequena escala também?
Sim, vai ter peças de grande e pequena escala. A exposição acaba por ser um apanhado daquilo que eu tendo vindo a fazer nos últimos anos. Vai ter peças de séries de trabalhos que eu faço de espaços do género galeria, como as paisagens. São cenários construídos com lixo, onde há uma série de críticas sociais, trocadilhos, inversão de papéis feita por animais vestidos na pele de humanos. A parte relevante é a interação entre as personagens, que são animais, neste caso.

Vão estar presentes peças que já entraram noutras exposição?
Não, todas as peças são completamente novas.

Crio imagens das vítimas – os Big Trash Animals – com aquilo que as destrói, com a contaminação, com a poluição, o desperdício

A exposição vai estar confinada ao armazém?
A exposição sai do armazém e há quatro peças espalhadas pela cidade. Dentro do armazém são cerca de trinta. Há dois animais na rua da exposição, uma peça na Avenida 24 de Julho e outra no Cais do Sodré.

Há alguma mensagem nova que queira passar ou é uma continuação daquela que já tem vindo a transmitir?
É uma continuação da mensagem que tenho vindo a espalhar pelo trabalho que faço na rua, como à escala menor. Quanto às peças feitas na rua, tendo contacto com a sociedade, é importante ter alguma coisa a dizer, e não só fazer uma coisa esteticamente interessante. Crio imagens das vítimas – os Big Trash Animals – com aquilo que as destrói, com a contaminação, com a poluição, o desperdício e todo esse fruto da sociedade consumista em que nós vivemos.

O que vai acontecer nos workshops para crianças?
Para mim a parte pedagógica é muito importante. Eu acredito que a única esperança em salvar o planeta está nos mais novos, portanto vou trabalhar com os miúdos com material em fim de vida para entenderem que às vezes pode haver uma segunda vida do material e que se pode construir alguma coisa interessante com ele.

O que se pode esperar da exibição do documentário ‘Bordalo II – A Life of Waste’, dos realizadores Trevor Whelan e Rua Meegan?
Mostra um pouco o processo, aquilo que acontece, de que forma recolho o material. Há algumas explicações sobre o porquê de o fazer e como o faço. Acaba por mostrar uma parte da minha vida.

 

ATTERO by Bordalo II
De 4 a 26 de novembro
Morada: Rua de Xabregas, 49 (Beato)
Horário: De quarta a domingo das 14h00 às 20h00
Web: bordaloii.com
Entrada livre