3 enoturismos de excelência que se destacaram em 2018

Três bons enoturismos portugueses que se destacaram em 2018 pelas melhores razões. Veja mais na galeria.

Três casos de enoturismo, de norte a sul, que se renovaram no ano que agora termina e se destacaram pelas melhores razões. Exemplos de tranquilidade e conforto, que se unem pela homenagem transversal ao universo do vinho.

QUINTA DA BARROCA
Armamar, Lamego
Aquela que se apresenta como a primeira estância de agroturismo do Douro soma três décadas, mas brindou 2018 com a renovação das suas 30 villas, com nomes de castas e frutos e capacidade para duas a quatro pessoas. O estilo rústico manteve-se, assim como a aposta no vinho. A Barroca produz branco e porto e os visitantes podem passear pelos cinco hectares de vinhas de malvasia fina, folgazão e chardonnay. Mas há mais para explorar: recantos de leitura com nomes de escritores, esplanadas à beira de oliveiras centenárias, dois bares e piscinas, restaurante e campo de ténis. A vista é sempre bela, ou não estivesse a quinta em pleno Alto Douro Vinhateiro, Património Mundial.

HERDADE DO ESPORÃO
Reguengos de Monsaraz
A aposta no enoturismo vem desde o final dos anos 1990, mas a cada ano que passa há mais experiências dirigidas ao público. As últimas foram anunciadas em abril com a abertura de um lagar de azeite na propriedade, cuja construção foi pensada para os visitantes poderem acompanhar o processo, desde a receção da azeitona até à extração do azeite. Azeite esse que não podia faltar à mesa do também renovado restaurante da Herdade. Saiu Pedro Pena Bastos, entrou Carlos Teixeira e a dupla Bruno Caseira e Filipa Gonçalves (do Cavalariça, na Comporta), que continuam a cumprir a filosofia de usar o melhor que a terra dá. Dá para passar um dia inteiro na Herdade do Esporão, já que além do olivoturismo e do restaurante, há várias visitas e provas de vinho, além de percursos assinalados para fazer a pé ou de bicicleta.

QUINTA DE SANTA CRISTINA
Celorico de Basto
A quinta pertence à mesma família «há várias gerações», conta Mónica Pinto, ela que está a pôr a Quinta de Santa Cristina no mapa dos verdes, tanto pelo vinho, como pelo enoturismo. Mas só agora produzem e vendem com rótulo próprio. Com um vista panorâmica magnífica para as serras do Marão e do Alvão, a quinta e a adega podem ser conhecidas em caminhadas, piqueniques e passeios de segway. Isto tudo, aliado às provas de vinhos com produtos regionais e mesmo rafting no rio Tâmega.

Morada
Herdade do Esporão, Reguengos de Monsaraz
Telefone
266509280
Horário
Restaurante, das 12h30 às 15h00. Encerra domingo e segunda.

Website

GPS
Latitude : 38.379854
Longitude : -7.560788000000002
Partilhar
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica
Partilhar
Morada
Queimada (Armamar)
Telefone
254850850


GPS
Latitude : 41.10521944419079
Longitude : -7.733081612659589
Partilhar
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica
Morada
Rua de Santa Cristina, 80, Veade
Telefone
912527396


GPS
Latitude : 41.406268
Longitude : -8.002924000000007
Partilhar
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica

Leia também:

13 refúgios de norte a sul para passar um fim de semana
Guimarães: o turismo rural onde pode dormir… sem pagar
Piscina, burros e oliveiras num turismo rural em Penela




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend