12 Resoluções de Ano Novo para os miúdos em 2018

Lá diz a máxima, «Ano Novo, vida nova». Talvez não sejam precisas grandes mudanças, mas o início de um novo ano é sempre um bom pretexto para incutir nos mais pequenos a importância das novas aprendizagens e desafios. Sejam elas aprender uma nova língua, passar mais tempo na natureza ou ler mais livros.

1. Como desenhar manga, Porto

Gostar de manga e de desenho são dois requisitos para o workshop que acontece já no dia 6, no Atmosfera M. Destina-se a pré-adolescentes e jovens, que vão aprender técnicas de perspetiva e enquadramento de personagens com o concept artist Luís Figueiredo.

Atmosfera M. 6 de janeiro, 13h30. Tel.: 213249230. 20 euros.

2. Astronomia em Reguengos de Monsaraz

 

Observatório do Alqueva

O observatório do Lago do Alqueva vale uma visita só por si, mas também organiza atividades especificas para crianças. A 6 de janeiro constrói-se um relógio de sol, no dia 20 um espetroscópio e a 27 há tiro ao alvo para explicar a criação de crateras na superfície dos planetas.

Observatório do Lago Alqueva. 6, 20 e 27 de janeiro. Tel.: 960361906. 4-12 anos. 4 euros.

3. Refletir sobre a liberdade no Teatro Maria Matos, Lisboa

Depois das mini-conferências para miúdas e miúdos curiosos sobre utopia e racismo, o Teatro Maria Matos recupera o formato que ajuda a refletir sobre a atualidade e temas importantes numa nova edição. A terceira conferência acontece em abril, a propósito de mais um aniversário da Revolução dos Cravos. É, claro, sobre a liberdade.

Teatro Maria Matos. 7, 8, 14 e 15 de abril. Web: teatromariamatos.pt. > 9 anos. 2 euros

4. Clube de Leitura Júnior, Loulé

Os membros do clube literário infantil de Loulé reúnem-se uma vez por mês, aos sábados, pelas 10h00, para conversar sobre uma obra selecionada previamente. A 27 de janeiro acontece mais uma sessão, sobre o livro Artur e os minimeus de Luc Besson.

Biblioteca Municipal de Loulé. 27 de janeiro, 10h00. Web: cm-loule.pt. 9-12 anos. Inscrições: biblioteca@cm-loule.pt

 

5. Conhecer melhor a nossa cidade, Porto e Lisboa

Vista do Castelo de São Jorge, em Lisboa

Quantas vezes sabemos mais sobre os locais que visitamos do que sobre a nossa cidade? No Porto, a professora Alexandra Magalhães tem contrariado o hábito com os roteiros para crianças da Invicta for Kids, que faz a partir da Casa do Infante, no Porto. Em Lisboa, as arqueólogas Inês e Raquel, da Time Travellers, organizam passeios temáticos para famílias e grupos.

Invicta for Kids, Porto. Web: Facebook: Invicta for kids
Time Travellers, Lisboa. Web: timetravellers.pt

6. Descobrir mais sobre os dinossauros, Lourinhã
O Dino Parque, na Lourinhã, é inaugurado no início de fevereiro como o maior museu ao ar livre de Portugal e um dos maiores parques temáticos da Europa. No total, serão 120 modelos de dinossauro, em tamanho real.

Dino Parque Lourinhã. Web: dinoparque.pt. Entrada: 9,50/12,50 euros (4-12 anos/adulto), grátis até 3 anos

7. Aprender a fazer robertos, Ílhavo

Falar de teatro de marionetas tradicional português é também falar de Dom Roberto, um dos fantoches descendentes do italiano Polichinelo. Neste ateliê, as famílias vão criar a sua própria personagem e história.


Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré. 3 de março. 4-10 anos. Web: 23milhas.cm-ilhavo.pt
. 2 euros

8. Ir a quintas biológicas, Mafra e Gaia

Quinta do Arneiro, Mafra


A Quinta do Arneiro, em Mafra, funciona apenas com produção biológica e está aberta a visitantes, dispondo ainda de uma loja e de um restaurante onde se podem provar legumes e as frutas da horta. Em Gaia, o Cantinho das Aromáticas tem várias sessões abertas à comunidade e sessões de prova de tisanas e infusões bio.

Quinta do Arneiro, Mafra. quintadoarneiro.pt
Cantinho das Aromáticas, Vila Nova de Gaia. cantinhodasaromaticas.pt

9. Aprender a tocar um instrumento, Porto

Por todo o país, não faltam escolas de música, professores e aulas ao domicílio para futuros artistas. No Porto, por exemplo, a Escola de Música Guilhermina Suggia tem aulas de música para crianças a partir de 3 anos e uma grande variedade de instrumentos: oboé, saxofone, trompa e flauta transversal.

Escola Guilhermina Suggia. Web:suggia.pt

10. Fazer trilhos na natureza, Vinhais e Lisboa
As visitas ao Parque Biológico de Vinhais podem acontecer o ano inteiro, mas o início da primavera será a melhor altura para regressar aos piqueniques no parque de merendas, depois de fazer um dos três percursos pedestres assinalados pelo parque. Também se podem alugar bicicletas por 2 euros à hora. Em Lisboa, trilhos na natureza é a especialidade da Greentrekker, que organiza também passeios para famílias. O primeiro acontece a 7 de janeiro na Floresta de Monsanto.


Parque Biológico de Vinhais. Web: parquebiologicodevinhais.com

Greentrekker. Web: greentrekker.pt

11. Estudar mandarim, Lisboa
Na Escola Chinesa de Lisboa há aulas de mandarim para crianças e, apesar de o ano letivo já ter sido iniciado, existe sempre a possibilidade de pedir sessões privadas para aprender a língua.


Escola Chinesa de Lisboa. Web: escolachinesa.pt

12. Apadrinhar um animal

Nem sempre há condições para receber um animal em casa, mas o apadrinhamento pode ser uma das formas de ajudar. Pelo país encontram-se várias associações que funcionam com esta modalidade, como a Midas, em Matosinhos, a Animais de Rua, no Porto e em Lisboa, o Centro de Recuperação do Lobo Ibérico, em Mafra, e o próprio Jardim Zoológico de Lisboa.

 

Leia também:

Santa Catarina já não é a rua mais movimentada do país
Este petisco nacional é a próxima tendência mundial
Porto: 10 restaurantes saudáveis para começar bem o ano