Peixe e marisco são nova coleção da Bordallo Pinheiro

As Faianças Artísticas Bordallo Pinheiro, fundadas em 1884, reeditaram 22 moldes originais de peixes e mariscos criados por Raphael Bordallo Pinheiro no final do século XIX.

As peças parecem tão reais que apetece tocar-lhes e podem ser vistas na montra da cervejaria Ramiro, na Avenida Almirante Reis, onde foram colocadas tal como os peixes vivos num aquário. Desde há alguns dias que podem ser apreciados estes peixes em faiança que parecem verdadeiros. Há sardinha, carapau, percebes, amêijoa, bacalhau, charroco, santola, sapateira, lagosta. Ao todo, são 22 peças de cerâmica a marcar um regresso da coleção Raphael Bordallo Pinheiro ao ambiente marítimo, depois de as Faianças Artísticas Bordallo Pinheiro, detidas pelo Grupo Visabeira, terem reeditado moldes realizados pelo escultor português no final do século XIX.

As peças da coleção Peixes&Mariscos by Bordallo brilham à luz de Lisboa com o seu ar naturalista e delicado nos mais ínfimos pormenores, resultado do «rigor na paleta e na aplicação das cores cerâmicas», segundo referiu a Vista Alegre. Um novo fôlego para a marca cuja estética toca várias gerações e que foi das mais populares na moda revivalista que fez regressar as louças em forma de couve às mesas nacionais.

«A Cervejaria Ramiro partilha muitos dos valores da Bordallo Pinheiro: portugalidade, tradição e paixão pelo mar», justificou a Vista Alegre em comunicado sobre esta nova coleção, explicando a escolha do estabelecimento lisboeta para exibir as peças. A coleção está ainda em exposição numa série de desenhos de peixes e mariscos nos vidros da esplanada do restaurante, num trabalho assinado pela Bang Bang Agency com a intenção de recriar o interior de um aquário.

As peças da coleção Peixes&Mariscos estão à venda nas lojas físicas e online Bordallo Pinheiro e Vista Alegre, assim como nos corners El Corte Inglés e outros pontos de venda autorizados. Custam entre 12 e 143 euros.

 

Leia também:

Arte urbana de norte a sul: pintámos-lhe um roteiro
Conhecer a arte urbana de Bordalo II em exposição
Da lota para a mesa, há novo peixe assado em Matosinhos