Time Out Market Porto: uma viagem com diversas paragens (para comer, beber e comprar)

O mercado está ligado à revista Time Out e tem curadoria editorial. (Fotografia de Igor Martins/GI)
Se uns chegam saudosos dos filetes de polvo da Casa Inês, outros aproveitam para experimentar pratos de chefs Michelin sem cerimónias. O novo mercado, com traço do arquiteto Souto de Moura, já ocupa a ala sul da Estação de São Bento.

Enquanto perscrutamos a oferta do Time Out Market Porto, com pouco mais de um mês de existência na ala sul da Estação de São Bento, há um restaurante que se destaca, pelo aglomerado de pessoas com máquinas fotográficas e telemóveis em riste. É o espaço do chef Rui Paula, que conquistou duas estrelas Michelin na Casa de Chá da Boa Nova, em Leça da Palmeira, mas começou por abrir um restaurante tradicional no Douro. “A cozinha que pratico aqui é um regresso ao início; às vezes, regredir é importante, para não nos esquecermos do que é a base”, defende, alertando para a importância de preservar o legado cultural que vem com a comida. Depois, retoma o convívio com o público, que observa cada gesto seu do outro lado do balcão e o convida para selfies.

(Fotografia de Igor Martins/GI)

“O chef Rui Paula tem um clube de fãs gigante”, ouvimos, ao seguir viagem pelo mercado, que reúne mais de uma dezena de restaurantes (há outro a caminho), um bar e uma loja; está ligado à revista Time Out e tem curadoria editorial. A diretora, Inês Santos Almeida, vê-o como “um espaço de consumo bastante democrático e informal”, com ”uma mistura muito interessante” de propostas. E a curadora do mercado e responsável de comunicação da Time Out Portugal, Catarina Mendonça Ferreira, lembra que todos os projetos já surgiram naquela publicação, tendo merecido dos seus críticos e jornalistas quatro ou cinco estrelas.

“A ideia é juntar num mesmo espaço o melhor da cidade”, prossegue Catarina, sublinhando a variedade das sugestões – dos pães e bolos da Padaria Ribeiro aos peixes e mariscos do Meia-Nau, passando pela cozinha vegetariana do Fava Tonka, pelas pizas menos convencionais do Okra ou pelas criações de chefs com estrelas Michelin, como Ricardo Costa (The Yeatman) ou Vasco Coelho Santos (Euskalduna Studio), que se apresentam em nome próprio, sem menus de degustação, sem formalidades. Aliás, o mercado tem mesas comunitárias, e na praça exterior foi instalado um ecrã gigante, para acompanhar os jogos de futebol do Euro 2024.

A praça de onde se pode assistir aos jogos do Campeonato Europeu de Futebol.
(Fotografia de Igor Martins/GI)



Algumas sugestões até 20 euros

No mercado, não faltam opções, algumas já famosas. Estão lá os filetes de polvo com arroz do mesmo (18 euros) da Casa Inês, assim como o arroz de pato do chef Rui Paula (16 euros) ou a moqueca de gambas (20 euros) de Rafaela Louzada. E também a tosta de cogumelos à Bairrada (10,90 euros) de Nuno Castro, do vegetariano Fava Tonka; a bola de Berlim com estufado de novilho trufado (10 euros) de Ricardo Costa; ou a sobremesa de rabanada e gelado (7 euros) de Vasco Coelho Santos.

A Casa Inês, conhecida pelos filetes de polvo.
(Fotografia de Igor Martins/GI)


Uma torre com vinhos à prova

O arquiteto Souto de Moura, Prémio Pritzker, desenhou para o local uma torre, com 21 metros, inspirada nos reservatórios de água que havia junto às estações ferroviárias, não sem polémica. Hoje, na base da torre está uma loja d’A Vida Portuguesa, e no cimo o restaurante Sala de Prova, que disponibiliza, além da vista, provas de vinhos e demais eventos, coordenados pelo enólogo Bento Amaral. Já a carta de petiscos e pratos tem a assinatura do chef Luís Américo.

 

(Fotografia de Igor Martins/GI)


Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Ala sul da Estação de São Bento, Praça de Almeida Garrett, Porto
Telefone
969 830 701
Horário
Das 10 às 24 horas. Não encerra


GPS
Latitude : 39.3999
Longitude : -8.2245




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend