Porto. Aqui a comida é feita pela mãe e servida pelo filho

No Bulha, come-se comida tradicional portuguesa a qualquer hora do dia, feita com carinho pela mãe, e servida à mesa pelo filho.

Pataniscas de dimensão generosa, polvo à lagareiro com batata a murro, arroz de marisco e até bacalhau à bulha, com azeite, alho, pimentos, cebola e ovo, são algumas das receitas caseiras e de comida tradicional portuguesa que se pode provar, durante todo o dia, à mesa do Bulha – nome que tem explicação, mas já lá vamos.

À frente desta casa está uma família que decidiu «embarcar numa viagem à qual a vida levou». A mãe, Manuela Barbosa, é a responsável pela cozinha e por todas as receitas que chegam no prato. O filho, João Pedro Rosas, é quem gere a sala e serve às mesas. E o pai, João Nuno Barbosa, também vai dando uma ajuda.

«Foi a realização de um sonho», conta Manuela. «A vida pregou-me umas partidas e eu precisava de fazer alguma coisa que gostasse mesmo.» Deixou um trabalho de escritório e juntou o gosto pela cozinha à experiência que o filho já tinha em restauração para abrir uma casa de comida portuguesa, «daquela que só a mãe é que faz», nota João Pedro.

Fizeram nascer o Bulha no início de maio, num espaço onde antes já funcionava outro restaurante, o 100 Fome. Adaptaram a decoração, mas mantiveram as paredes forradas a paletes de madeira, onde os clientes gostam de deixar dedicatórias, e os mais pequenos de fazer desenhos.

O nome tem duas razões de ser. A proximidade com o mercado do Bolhão é uma delas. A outra remete para memórias de família. De mãe: «Tenho três filhos, três rapazes, e, como é normal, em crianças andavam sempre à bulha», conta Manuela. Ficou o nome e com ele também os miminhos que costumava preparar para os filhos em casa, como a torta de laranja, o brownie de chocolate preto e branco, o de limão «feito com limões lá do meu quintal» frisa, e claro, o doce da mamã, feito com leite condensado, queijo-creme, bolacha e pepitas de chocolate, bem guloso e feito com carinho. Ou não fosse esta uma casa de família.

 

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua Sá da Bandeira, 490 (Bolhão), Porto
Telefone
220980150
Horário
Das 12h00 às 23h30; segunda até às 17h00. Encerra ao domingo.
Custo
(€€) Preço médio: 15 euros


GPS
Latitude : 41.15047209999999
Longitude : -8.606857799999943

 

Leia também:

Porto: 8 locais com ecrã gigante para ver o Mundial
As histórias de pais e filhos que fazem do vinho a sua vida
Café Belga: comida tradicional e batatas fritas na Mouraria