O culto pelo fiel amigo no Clube do Bacalhau, em Lisboa

Fica junto à Rua do Arsenal, celebrizada pelos vendedores de bacalhau. E tem no fiel amigo o seu protagonista. Mas há mais boas notícias, para carnívoros e vegetarianos, neste restaurante.

Ele levou o vinho à boca e só disse, “Uau!”.» Rui Moreno não podia estar mais orgulhoso. Afinal, foi com esse propósito que ele e os seus amigos (e sócios) João, Clem, Tiago e Pedro se lançaram no empreendimento de dar ao Cais do Sodré um clube onde provar Portugal. Não o Portugal das coisas massificadas, antes um país cheio de pequenas riquezas, como é o caso do monocasta Viosinho, da Adega Mãe, com que Rui surpreendeu aquela turista francesa.

A ligação à Adega Mãe não vem por acaso. O principal fornecedor da casa é a Riberalves, empresa que tem no seu universo uma das adegas mais surpreendentes do Oeste. Cujos vinhos casam, sem surpresa, com o desfile de pratos de bacalhau que toma conta da mesa.

 

Ele aparece sob diversas formas: hambúrguer, punheta, em wrap, num pastel tipo Tentúgal, em sopa. Mas também numa tiborna com pasta de azeitona, em finas pataniscas sobre maionese de lima, ou num aliciante carpaccio com alcaparras, queijo da Ilha e agrião, em que o peixe é fumado, uma agradável surpresa.
Atenção, porém, que não se trata de cozinha monoproduto. Marcam presença, além do bacalhau, a carne mirandesa, moelas, enchidos de porco preto.

E um detalhe curioso: um prego de seitan, que ali aparece por Marco Farias e Cláudio Martins, cozinheiros de serviço, serem veganos.

Resta falar do espaço. E que espaço: um admirável pé direito, um teto abobadado de tijolo vermelho, decoração com mobiliário de várias épocas. O edifício, possivelmente anterior ao terramoto, já foi oficina de motores de navios e, mais recentemente, bar rocker. O estilo mudou, mas a vocação notívaga mantém-se. Afinal, isto é uma associação cultural, e, além de funcionar como bar, terá também exposições, workshops e, num pequeno palco estrategicamente colocado para ser visível de ambos os pisos, concertos acústicos e comédia stand-up.

Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Travessa do Cotovelo nº12 Cais do Sodré Lisboa
Telefone
213420737
Horário
Aberto de terça-feira a sábado, das 12h00 às 24h00
Custo
(€) Preço médio: 20 euros


GPS
Latitude : 38.7074669
Longitude : -9.14128310000001

 

Veja também:

Graça: novo vegetariano com arte e bons vinhos
Yimian Yuan Ramen: o novo restaurante de ramen de Lisboa
Lisboa: os vinhos entram em cena no Teatro Tivoli