La Dolce Rita: do Youtube aos livros de sobremesas

Rita Nascimento estudou e trabalhou em Espanha, Inglaterra e Itália e um dia veio a Lisboa de férias, onde um trabalho a seduziu o suficiente para regressar ao país natal. Gosta sobretudo de ensinar e o livro «Uma pastelaria em casa» é o terceiro de receitas descomplicadas que lança.

Como lhe ocorreu a ideia de criar um guia de pastelaria tradicional?

O livro foi sendo construído aos bocadinhos, à medida que o ia pensando. Tinha ideia de fazer um guia prático, com receitas básicas, como a massa folhada. Quando dei por mim estava a fazer as receitas dos bolos de pastelaria. Foi aquilo que me foi mais natural, acabou por ser uma compilação. Mas podia ter o dobro ou o triplo das receitas.

Os chefs ganharam um pouco o estatuto de estrelas, mas raramente ouvimos falar dos chefs pasteleiros. Acha que o tempo deles há-de chegar?

Acho que os chefs pasteleiros nunca serão muito estrelas. E, pelo que vejo, não têm muito interesse nisso. É mais fácil para os chefs generalistas serem estrelas porque são mais abrangentes e tanto fazem uma entrada como um prato principal ou a sobremesa. Enquanto que nós, os pasteleiros, só fazemos sobremesas… e trabalhamos com açúcar, que não é um ingrediente muito popular agora que se fala tanto de saúde. Somos vistos um bocadinho como os vilões.

O que é que define a pastelaria portuguesa?

Quase todos os nossos doces levam muitos ovos, é o cúmulo da nossa pastelaria. Os doces de norte a sul têm muitas gemas e muitos frutos secos, e depois cada região faz combinações diferentes.

Qual é para si o nosso doce mais emblemático?

O pastel de nata é um doce icónico. Nunca conheci ninguém que não gostasse. Pode não se ser louco por um pastel de nata, mas toda a gente gosta. Os portugueses, em geral, são muito orgulhosos da sua pastelaria e muito apreciadores dela.

E qual é o seu doce preferido entre os portugueses?

Isso é muito difícil, mas posso escolher um do livro, que é o pão de ló folhado porque tem tudo o que eu gosto: massa folhada e doce de ovos. Quando era pequena, gostava muito de comer bolo de arroz, que é um bolo muito ligado à infância. Mas agora, os bolos de arroz, tal como outros, são feitos com preparados e não têm o mesmo sabor.

 

Livros e youtube
«A vida secreta dos gelados caseiros» e «Sobremesas 555 – 5 ingredientes, 5 euros, 5 minutos» são os outros dois livros de Rita Nascimento, ambos da Arte Plural Edições. Além disso, todas as semanas pode contar com vídeos que ensinam a fazer bolos e doces em casa no canal do youtube La Dolce Rita.