Entrevista: Jamie Oliver fala do seu restaurante lisboeta

O chef britânico Jamie Oliver abre o seu primeiro restaurante Jamie's Italian em Portugal. Fotografia de David Loftus
O primeiro restaurante do chef inglês em Portugal já abriu no Príncipe Real. Clássicos da cozinha italiana, ambiente convivial e decoração inspirada na cidade, sem negligenciar os produtos locais, é a promessa para o 71º restaurante da cadeia Jamie's Italian.

Porquê abrir um restaurante em Lisboa e porquê agora?
Lisboa é uma cidade excitante, com uma incrível cena gastronómica e gente extremamente entusiástica com a sua comida. Tudo gira em torno de grandes sabores, comida de conforto e refeições que podem ser partilhadas com a família e os amigos, que casa lindamente com o espírito do Jamie’s Italian. Encontrámos uma belíssima localização no Príncipe Real e sentimos que tudo batia certo.

Vai ser uma réplica dos outros Jamie’s Italian ou terá traços distintivos?
Cada um dos nossos restaurantes tem o seu design e o seu ambiente. Procuramos inspiração na arquitetura local, e tivemos muito por onde escolher com Lisboa – que linda cidade! O design parte das cores e das texturas das ruas, de belíssimos azulejos ao uso da terracota. Temos dois magníficos terraços com vistas de arrasar sobre a cidade, e estamos supercontentes de estar numa zona que já está a fervilhar com restaurantes e bares.

A sustentabilidade e a ética na cadeia de fornecimento é uma das suas grandes preocupações. Em que medida irá recorrer a fornecedores locais?
Tentamos sempre abastecer-nos de produtos locais tanto quanto possível. Teremos, com toda a certeza, fruta, vegetais, carne, peixe e queijo dos melhores produtores e fornecedores que conseguirmos encontrar, além de alguns produtos clássicos italianos de fornecedores em Itália com os quais trabalhamos desde que o Jamie’s Italian começou, há quase 10 anos. Recentemente, os meus chefs andaram a fazer prospeção e destacaram os fantásticos vinhos nacionais, e iremos de certeza tê-los representados na nossa carta. Estamos também à procura de porco preto alentejano de qualidade, criado ao ar livre.

Haverá também cozinha portuguesa no menu?
Gosto de pensar que o fundamento do Jamie’s Italian é juntar pessoas em redor de clássicos da cozinha italiana com um toque pessoal. Nos nossos pratos, inspiramo-nos sempre na cozinha e nos sabores locais, para garantir que temos um menu com comida que a população irá adorar. Estou ansioso por usar o excelente azeite português e haverão, sem dúvida, opções de marisco entre os pratos do dia.

Os portugueses correspondem a cerca de um quinto do seu staff. Generalizando, há algum aspeto em que os cozinheiros portugueses são particularmente bons (ou maus)?
O que é maravilhoso para mim é a incrível paixão que os portugueses têm pela comida – quando amas e respeitas a boa comida, já tens meio caminho andado. Junte-se a isso uma fantástica ética de trabalho e o que temos é uma grande equipa.

Planeia abrir noutras cidades portuguesas?
De momento, não. Estamos todos a trabalhar arduamente para meter o espaço de Lisboa no ponto, mas seria fixe abrir um restaurante no Porto, um dia.

Vai estar em Lisboa para a inauguração?
Irei a Lisboa num futuro próximo, mas não na inauguração, para não criar distração. Quero que as pessoas descubram o restaurante primeiro.

O ITALIANO DE JAMIE OLIVER
O primeiro Jamie’s Italian, um projeto partilhado entre Jamie Oliver e o seu mentor Gennaro Contaldo, abriu em 2008, em Oxford. Atualmente, conta com 40 filiais no Reino Unido e outras 31 espalhadas pelos seis continentes, do Canadá a Hong Kong, da Rússia ao Brasil. O restaurante de Lisboa fica na Praça do Príncipe Real, 28-A, em Lisboa (web: jamieoliver.com/italian/portugal).

 

[correção: a 31 de janeiro de 2018, o número de restaurantes foi atualizado. À data da entrevista, a cadeia Jamie’s Italian contava com 47 moradas no Reino Unido e 37 no resto do mundo.]

 

Leia também:
Nostalgia saborosa: recordar os primeiros ‘chefs’ da TV
Nove livros de saborosas receitas para oferecer no Natal
Lisboa: 10 restaurantes para ir no elegante Príncipe Real