Novo restaurante das Laranjeiras tem feijoada saudável

A gastronomia funcional chegou às Laranjeiras, Lisboa, com o Grão da Vida, um novo espaço que aposta na comida sem glúten, açúcar ou lactose. Mas com sabor, garante a chef autora do projeto.

Cozido à portuguesa com tofu em vez de carne e com cogumelos estufados e grão de bico; pastel de bacalhau com massa de batata doce, feito com farinha de aveia e linhaça, assado em vez de frito; e um brownie 70% cacau com óleo de coco e farinha de amêndoas. Estas são apenas algumas das especialidades do Grão da Vida, o novo espaço dedicado à gastronomia funcional que abriu há um mês e meio das Laranjeiras, em Lisboa.

A gastronomia funcional – que substitui a farinha e açúcar brancos que se encontram na maior parte dos alimentos processados por alimentos orgânicos e biodinâmicos – surgiu na vida de Marcella Fernandes quando descobriu que era intolerante ao glúten. «A partir daí fui estudar o que podia comer e apaixonei-me por este tipo de cozinha», conta a chef de 34 anos, natural de Belém do Pará, na Amazónia, e que esteve a viver cinco anos em Itália, onde fez todo o percurso académico e profissional.

Marcella trabalhou em dois restaurantes já em Portugal, onde reside desde há dois anos e meio, e em dezembro abriu finalmente aquilo a que chama uma «aventura» pessoal e profissional: o Grão da Vida, de comida saudável feita sem glúten, lactose ou açúcar e onde os clientes são recebidos com uma água aromatizada e grão-de-bico assado. De Itália trouxe a experiência da cozinha gourmet, que se reflete na apresentação dos pratos, e do Brasil e Portugal inspirações para receitas várias, como as das feijoadas. A brasileira, por exemplo, faz-se ali com farofa de farinha de amêndoa, linhaça e manteiga ghee em lugar dos tradicionais produtos utilizados.

No restaurante, com um grande néon verde numa parede-espelho a dizer «Good Mood», pode-se almoçar ou jantar à carta ou então, todos os dias, optar pelo menu de almoço a 7 euros (couvert, prato do dia, sumo, sobremesa e café). Quem preferir pode levar qualquer um dos pratos para casa, sendo que o espaço desenha também planos alimentares específicos para os clientes. Ao sábado, das 12h00 às 15h00, há um brunch completo por 14,50 euros.

Marcella Fernandes desenvolve ainda num projeto de consultoria no refeitório de uma escola privada de Coimbra, dando formação de cozinha e elaborando receitas saudáveis para a comunidade escolar.

 

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua Manuel da Silva Leal, 5A 1600-166 Lisboa
Telefone
215850236
Horário
De segunda-feira a sábado, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 22h30.
Custo
(€) 7 euros (menu de almoço); 14,50 (brunch)

Website

GPS
Latitude : 38.7495322
Longitude : -9.17166080000004

Leia também:

Comida vegana e pronta a levar para simplificar
Lisboa: 8 restaurantes vegetarianos a experimentar
João Manzarra abre novo espaço vegano num antigo talho