Dois restaurantes serranos para conhecer em Trás-os-Montes

Maria Rita (Fotografia: Leonel de Castro/GI)
Comida tradicional, feita à maneira das avós, e produtos regionais é o que se encontra nestas mesas serranas onde apetece estar.

1 | Boticas

Taberna do Ti João | Cozinha transmontana como antigamente

Já se acendeu a lareira neste restaurante de dois andares instalado num antigo armazém de alfaias agrícolas, e que hoje é de passagem obrigatória para quem anda pela zona de Boticas. Mesmo em frente ao Parque Natural de Boticas, no lugar de Carvalhelhos, esta taberna funcionava, antes, apenas para eventos, até que Eugénia Almeida e João Almeida se propuseram a explorar o espaço e promover uma cozinha de conforto e de memórias.

Eugénia estava, na verdade, já farta da tecnologia. Depois de 10 anos a trabalhar como sous-chef no restaurante do Casino de Chaves, quis dar um passo atrás, regressar ao tradicional. «Pensei que tinha mais para dar e, em detrimento da tecnologia, acabei por recuar no que toca aos modos de confeção», conta. Por isso, aqui não se encontram micro-ondas nem fritadeira. Há, sim, os “bons produtos que servem de base à cozinha tradicional e regional”.

Taberna do Ti João (Fotografia: Artur Machado/GI)

Não é só na cozinha que as tecnologias mais modernas ficaram de fora. Na sala, não há wi-fi nem televisão. A chef quer que as pessoas venham ao restaurante para conviverem à mesa. Eugénia lembra-se que quando propôs a Albano Álvares, o dono do espaço, explorar a taberna, “ele assustou-se; pensou que eu queria fazer uma ‘gourmetização’ do cozido à barrosã”. Mas o projeto era realmente outro. Explica a própria: «Não tenho nada contra a comida de autor e as estrelas Michelin. É criatividade, mas é para uma elite”. A chef prefere cozinhar para todos aquilo que se pode chamar de “slow food”, para comer sem pressas. Dos tachos e do forno sai arroz de costelinhas, cozido, polvo, o bacalhau ou a costeleta de vitela barrosã. Tudo servido com sorriso e afeto e ao calor da lareira.

JANTAR DE NATAL
Já abriram as reservas para os jantares de Natal, que tanto podem ser dentro do horário normal, apenas de sexta a domingo como noutros dias.

2 | Mirandela

Maria Rita | Uma homenagem aos antepassados

Por esta altura do ano, já se fazem as primeiras alheiras no restaurante Maria Rita, na Quinta do Romeu, em Mirandela. Muito conhecida pelo seu premiado azeite – com o mesmo nome -, esta quinta da família Menéres tem uma história que atravessa todo o século XX e entra no atual, sempre com atenção ao ambiente e à sustentabilidade.

João Menéres, um dos atuais responsáveis pela empresa, e descendente do fundador Clemente, lembra que o espaço do restaurante é o mesmo onde o seu antepassado, em 1874, foi parar quando ali chegou, vindo do Porto, com a vontade de comprar sobreiros e alargar o seu negócio ligado à cortiça. A primeira referência do que mais tarde viria a ser o restaurante é do próprio: “Cheguei à povoação do Romeu às 4 horas da tarde do dia 18 de maio de 1874. Procurei uma estalagem e encontrei a única que lá existia e que era da Sr.ª Maria Rita que, por sinal, nada tinha que nos dar de comer. Mandei então assar bacalhau, acompanhado, a primeira vez para mim, de pão negro de centeio”. Após a morte da estalajadeira, a família comprou o edifício que já estava em ruínas. Reconstruiu-o como restaurante, guardando uma das divisões como uma espécie de espaço museológico, representando o quarto da antiga estalagem.

De resto, quando se entra no restaurante nesta altura do ano, a lareira acesa, o aroma do azeite da casa, o fumado das alheira provoca imediato conforto. Às mesas, chegam pratos regionais, como as sopas secas, o bacalhau ou as já referidas alheiras. Muito do que é servido é produção da quinta e das hortas dos trabalhadores da casa. Mais local é impossível.

LOJA
A Quinta do Romeu também tem uma loja, onde é possível comprar azeite, vinho, entre outros produtos da região.

Partilhar
Morada
Rua do Lameirão, 1 (Carvalhelhos)
Telefone
938272698
Horário
Das 19h00-23h00; sábado, abre às 12h00; domingo, das 12h00 às 16h00. Encerra de segunda a quinta.


GPS
Latitude : 41.6866417
Longitude : -7.726467800000023
Partilhar
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica
Partilhar
4
Avaliação
Morada
Largo da Capela, Romeu
Telefone
278839134
Custo
(€€) Preço médio: 25 euros.
Horário
Das 12h30 às 15h e das 19h30 às 23h30; domingo, só almoço. Encerra à segunda.


GPS
Latitude : 41.5294679
Longitude : -7.059478200000058
Partilhar
4
Avaliação
Mapa da ficha ténica Mapa da ficha ténica




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend