Como distinguir um bom restaurante? Damos 5 dicas

Dizem que é impossível chegar a um restaurante e perceber se é bom ou não e se vale o dinheiro que lá vamos gastar. Mas está totalmente ao nosso alcance saber se vamos gostar ou não. Nem sempre conseguimos ordenar a informação, mas ela está ao nosso alcance.

Sejamos francos. Somos mais movidos pela desconfiança do que pela confiança quanto temos lado a lado dois restaurantes e temos de optar por um deles. Utilizamos mil critérios ad hoc e invariavelmente quando nos sentamos no que escolhemos estamos mais inseguros do que no final da refeição. Pior ainda, mesmo quando gostamos do que escolhemos, ficamos com o olho no outro e a promessa da visita numa próxima oportunidade. Tudo acontece porque não somos críticos de restaurantes e porque não temos tempo para sistematizar tudo.

Damos-lhe um pequeno mapa para não se perder na selva difícil dos restaurantes, ofertas do dia e pratos fortes de cada um. Importante é que vá por si, sem complexos nem ideias fixas e sempre com o sentido de descoberta bem aceso na alma. Sabemos todos que em casa é que se come bem, mas é tão bom ir a um restaurante, ser tratado nas palminhas, ser-nos servida boa comida e bom vinho e deixar decantar a experiência na divisão das boas memórias! Depois, com cinco itens apenas de avaliação depressa vai tirar as suas conclusões.

A comida é o mais importante e vamos dar-lhe 50% de importância. Afinal saímos de casa para comer e não há razão para contemporizar neste ponto. Logo a seguir, o excelso acompanhamento do vinho, a melhor assessoria para um bom prato. 20% é suficiente para lhe dar o peso devido na avaliação global. Ao ambiente (15%) e ao serviço (10%) devemos dar uma espreitadela mas não ser demasiado judiciosos, sabemos que não é fácil arranjar bom pessoal e é bom que o grosso do orçamento vá para a qualidade do que comemos. Finalmente e por uns meros 5% da nota final, a paz que encontramos e o bem que nos sentimos. Devia ser 100%, mas temos de ser justos e entre dois restaurantes perfeitos este será certamente um ótimo elemento de diferenciação.

 

Leia também:

Este piquenique custa 1500 euros. Saiba porquê
10 sítios para comer e beber com uma vista única sobre o Porto
A «melhor francesinha do mundo» chega a Braga