Chef João Sá lança novos menus com influências do mundo, em Lisboa

Espargos verdes, caril verde e papada de porco crocante, um dos pratos dos novos menus do SÁLA. (Fotografia de Frederico van Zeller)
A portugalidade nunca sai de cena nos dois novos menus do chef João Sá, ainda que eles percorram latitudes mais distantes e exóticas no seu restaurante SÁLA, na Rua dos Bacalhoeiros.

“No século XVIII, a Rua dos Bacalhoeiros era a Rua dos Confeiteiros e foi a primeira a vender açúcar na cidade de Lisboa”, contextualiza o chef João Sá, exemplificando como este sempre foi um porto de entrada e saída de produtos de várias culturas. Os dois novos menus de degustação do SÁLA espelham isso mesmo, batizados de “Horizonte à Vista” e “À Procura de Novas Texturas” (entrada, prato e sobremesa).

Na jornada gastronómica que agora propõe, o chef de 36 anos ultrapassa a fronteira nacional num mergulho por várias cozinhas do mundo, o que reflete a sua própria história. Filho de angolanos, teve um bisavô indiano, cresceu em Lisboa e trabalhou em Espanha, mas Portugal será sempre o seu porto seguro, de partida e chegada, e uma inspiração para criar uma cozinha “sem fronteiras”, de “simplicidade aparente”.

O chef João Sá. (Fotografia: DR)

Os seis momentos do Horizonte à Vista (sem contar com couvert e snack surpresa) abrem com santola com caril goês, caviar e geleia de maçã verde; e seguem para cuscos transmontanos de coentrada com berbigão fumado, escondido por baixo de uma espuma. Da terra para o mar, o chef propõe uma pescada com caldeira de enguia fumada e açafrão; e arroz de polvo de Olhão com algas e gel de citrinos.

A pré-sobremesa é uma salada de tomate, entre o doce e o salgado, com bolo de amêndoa, hortelã, poejo e gelado de miso; e a sobremesa uma mousse de alperce e alecrim com gelado de leite tostado. “Gosto de reinventar e descontextualizar a cozinha portuguesa. De ser familiar e ao mesmo tempo dissonante”, justifica o chef João Sá, assegurando que “tem uma história bem definida” e sabe o que quer fazer.

O menu “À Procura de Novas Texturas” mantém a linha dos menus pouco extensos, dando aos clientes o poder de escolher uma entrada, um prato e uma sobremesa entre várias opções, igualmente criativas e saborosas. A harmonização vínica, que contribui para o resultado final da experiência, é opcional em ambos os menus. O restaurante SÁLA encerra para descanso durante a segunda quinzena de agosto.

 

Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua dos Bacalhoeiros, 103 (Baixa), Lisboa
Telefone
218873045
Horário
De terça a sábado, das 12h30 às 15h e das 19h às 23h. Encerra domingo e segunda.
Custo
(€€) Menu “Horizonte à Vista”: 63 euros (110 com vinhos); menu “À Procura de Novas Texturas”: 47 euros (77 com vinhos).


GPS
Latitude : 38.7091093
Longitude : -9.133822499999951




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend