Café Rivoli: almoçar e lanchar no centro do Porto

Legumes assados com penne e queijo feta é um dos pratos servidos ao almoço, no Café Rivoli.. (Fotografia de Igor Martins/Global Imagens)
Pratos do receituário tradicional convivem com propostas de comida do mundo no menu de almoço, disponível de terça a sexta-feira, do Café Rivoli. Os sábados e os domingos estão reservados para o brunch.

As escadas alcatifadas, ladeadas por um bonito corrimão de ferro forjado, levam ao terceiro piso do Teatro Rivoli, onde se abre uma sala ampla, luminosa e cuidadosamente decorada. Estamos no Café Rivoli, um espaço inaugurado em 2017, para permitir aos visitantes do teatro descontrair antes e depois dos espetáculos. Contudo, não é preciso esperar por um espetáculo para fazer uma refeição no café, já que este se encontra aberto ao público, de terça a domingo, com um menu de almoço a 8,50 euros que inclui entrada, um de dois pratos (com proteína animal ou vegetariano) e bebida.

Margarida Gonçalves e Rita Baptista são as duas amigas que, desde 2019, têm a concessão do café. Enquanto Rita ocupa o “palco”, a gerir a equipa e a receber quem chega, Margarida, como a própria explica, está nos “bastidores”, a ocupar-se da relação com os fornecedores e das receitas que ali se preparam. Rita faz por oferecer uma comida honesta, equilibrada e caseira, confecionada com ingredientes biológicos, sempre que possível, locais e sazonais. As batatas vêm de Trás-os-Montes, os cogumelos são de Amarante e a abóbora, que abunda por esta altura, transforma-se em diferentes sopas. A inspiração tanto chega dos continentes africano e asiático como de países mais próximos, caso da Itália, mas na base está sempre a cozinha portuguesa. “Não abdicamos de um fio de azeite e da cebola picada”, sublinha Rita.

Porque há clientes assíduos, faz-se um esforço por apresentar pratos algo diferentes, como a moqueca de banana, o frango com mel e puré de batata-doce com limão ou tabbouleh com grão-de-bico. Propostas que são alternadas com outras mais convencionais, como bacalhau à Brás, açorda de tomate com coentros e ovo escalfado e perna de peru assada – um prato com história. Quando houve um pedido para fornecer um peru cozinhado, dado que um ator ia trincar uma perna durante uma peça de teatro, Rita fez um assado em vez de se limitar a cozê-lo. Mais tarde, soube que “o ator não estava à espera que estivesse tão bom. E quando a peça terminou foi buscar a perna [que tinha arremessado, como parte da encenação] e limpou-a para comer”. A habilidade gastronómica de Rita também já mereceu vénia do ator Danny Glover, que lhe disse que se abrisse um negócio em Nova Iorque ia criar “a whole new trend”, referindo-se aos pratos de comida portuguesa com um toque seu que criou a pretexto do Fórum do Futuro.

Chiffon de chantili e frutos vermelhos. (Fotografia de Igor Martins/Global Imagens)

Bolo de chocolate. (Fotografia de Igor Martins/Global Imagens)

Além do almoço, vale igualmente a pena visitar o café para um lanche e provar os bolos caseiros na companhia de um café de especialidade. Os doces variam, mas costuma haver sempre dois ou três, como crumble de maçã e banana, cheesecake de frutos vermelhos ou bolo de chocolate.

O brunch regressou em setembro, estando disponível ao sábado e domingo. O buffet de brunch custa 15 euros, incluindo bebidas, e é possível complementá-lo com pratos de ovos e especialidades de cafetaria.

Menu do dia 8,50 euros
Especialidades: estufados, assados, caris e massas
Sobremesas: crumble de maçã e banana, cheesecake de frutos vermelhos e bolo de chocolate

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Teatro Rivoli, Rua do Bonjardim, 143 (Baixa)
Horário
De terça a sexta, das 12h às 19h (menu de almoço servido entre as 12h e as 15h). Sábado e domingo, das 12h às 16h.


GPS
Latitude : 41.1477497
Longitude : -8.609535400000027




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend