Há uma hamburgueria minhota no Porto

«A Maria e o Manel chegaram ao Porto num barco rabelo», e com eles trouxeram uma casa colorida e cheia de vida, uma casa minhota, com pregos e hambúrgueres à mesa.

A Machadinha, não a música, mas o hambúrguer de vaca, com alheira, ovo estrelado, curgete, cebola frita e molho barbecue é o sucesso da casa. «Mais em Braga, que aqui o Chamarrita, feito em bolo do caco e com bacon, rúcula e queijo cheddar também é muito popular», nota Diogo Carvalho, um dos proprietários do Bira dos Namorados.

Foi há quatro anos que ele e Mariana Marques, estudantes na cidade minhota, se deixaram ficar por lá e desenharam um projeto inspirado em duas paixões, a de Mariana pelos lenços dos namorados e a de ambos pela música tradicional. Os pregos e hambúrgueres artesanais com nomes de danças e músicas portuguesas chegaram agora ao Porto.

Mais de duas dezenas de opções compõem a lista de passos e compassos que, além da carne de vaca, abre espaço para o peru, o frango, o polvo, o bacalhau e o tofu, ingrediente principal da Flauta Vegetariana, hambúrguer que inclui queijo biológico e legumes grelhados. Às sanduíches juntam-se saladas, tábuas e outros petiscos.

A chegada à Invicta trouxe outra especialidade, a Birazinha, que é nada mais que um hambúrguer com bacon e linguiça, coroado com queijo gouda, um ovo estrelado e generosamente regado com molho de francesinha. É servido, como todas as outras especialidades, em pratos pintados à mão por uma artesã de Barcelos, com motivos dos lenços dos namorados.

«Tentamos que tudo seja baseado na nossa cultura, principalmente na do norte», conta Mariana. Pelo que não é de admirar que seja de Braga que chegam a maior parte dos produtos frescos, as sobremesas – cheesecakes da The Cheesecake Story e pudim Abade de Priscos da Doçaria Cruz de Pedra (detentora da receita original) – e as cervejas artesanais Amphora, Alma e Letra. Na lista de bebidas constam ainda rótulos de todo o país e cocktails com licores portugueses, vinhos do porto e vinho verde.

As salas, a inferior e a do piso térreo, são pinceladas de cores fortes e alegres. Já a decoração é marcada por pormenores como portas de madeira que são tampos de mesas ou a cabeceira de uma cama que é encosto para um banco.

À entrada, encontra-se uma pequena loja com produtos gastronómicos e de artesanato e de fundo ouve-se música tradicional. Tudo para que quem aqui chega, mais do que comer «tenha uma experiência numa casa diferente», explica Mariana, e com a certeza de que «há amor em tudo o que é feito».

Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua de Ceuta, 61 (Baixa)
Telefone
222081009
Horário
Das 12h00 às 23h00. Sexta e sábado até às 23h30. Sábado e domingo a partir das 12h30. Encerra à segunda.
Custo
() Preço médio: 10 euros


GPS
Latitude : 41.148345
Longitude : -8.613722000000053

Leia também:

Birazinha: O novo hambúrguer com molho de francesinha
9 hamburguerias para descobrir no Porto
Nesta hamburgueria do Porto há de tudo, até lagosta

Não Perca