Bairro Alto: aqui há pizas a menos de 10 euros

Na pizaria Valdo Gatti, aberta há pouco tempo perto do Bairro Alto, em Lisboa, há uma carta de 12 pizas, das clássicas às mais inovadoras, todas a menos de 10 euros e uma carta de vinhos biológicos e sumos extraídos a frio.

Na cozinha desta pizaria aberta há pouco mais de três semanas no Bairro Alto ouve-se falar italiano e do forno a lenha e gás sai um aroma a lenha queimada. É assim o ambiente em que trabalha o pizaiolo Antonio Menghi, autor de 12 pizas cujas massas – feitas com farinha tipo 1 semi-integral, biológica – têm no mínimo 48 horas de processo de maturação e fermentação. As pizas são habilmente recheadas com charcutaria e queijos vindos de Itália, enquanto os legumes e azeite, por exemplo, são bem portugueses.

As ervas aromáticas, tão importantes, são criadas numa mini-horta no balcão. Depois, o pizzaiolo assistente coloca-as numa placa giratória no forno a lenha e gás (que ajuda a manter constante a temperatura de 340-360 graus) e dois minutos e trinta segundos volvidos, eis a piza a chegar à mesa, estaladiça no rebordo e fofa no centro.

Na carta destaca-se, pela diferença, a piza Zucchina Verde. É uma piza que em vez do tradicional molho de tomate leva um molho de brócolos e courgette grelhada, e depois cebola, alcaparras, menta, pimenta e, claro, queijo mozarella. Custa 9 euros. Outra, a Crudaiola Antonino, leva um ingrediente pouco usual nas pizas: abacate e frescos de tomate-cereja, rúcula, parmigiano e mozarella. Custa 9,5 euros.

António Cardoso, responsável pelo negócio, diz que não há muitas pizarias a trabalhar assim em Portugal. Quem preferir tem a possibilidade de escolher a piza do dia, anunciada numa ardósia, ou compôr uma a gosto, escolhendo uma base e adicionando toppings. Em matéria de bebidas destacam-se os vinhos biológicos (todos se podem pedir a copo) e café também biológico. Sem álcool há sumos extraídos a frio. A água é da torneira, filtrada e servida em garrafas de vidro reutilizáveis.

Já o nome do restaurante é uma homenagem a Osvaldo, tio-avô de um dos fundadores da marca. Gatti era o nome de um café que tinha em Itália.

 

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua do Grémio Lusitano, 13 (Bairro Alto), Lisboa
Telefone
213471601
Horário
Das 12h00 às 00h00. Não encerra.
Custo
(€) Preço médio: 15 euros


GPS
Latitude : 38.7133762
Longitude : -9.144140300000004

 

Leia também:

Há novos pratos improváveis junto ao Bairro Alto
Abriu uma pizaria na Baixa do Porto com forno italiano
Dia Mundial da Piza: 10 pizarias para ir no Porto e em Lisboa

Não Perca