Porto: 5 sítios para comer sardinhas assadas pós-festa

Para quem não fica satisfeito só com as sardinhas assadas da noite sanjoanina, fomos repescar alguns restaurantes no Porto e em Matosinhos que garantem sardinha assada e petinga nos meses que estão para vir, sem martelinhos e alhos-porros por perto.

Há quem diga que as sardinhas são boas é depois do São João, por estarem mais gordas e saborosas. Mas Orlando da Conceição Fernando, um dos proprietários do restaurante Sempr’Assar, em Matosinhos, diz que este ano o peixe já está no ponto, embora possa ficar ainda maior nos próximos meses.

Percorra a fotogaleria acima para conhecer alguns restaurantes no Porto e em Matosinhos onde comer sardinha assada para lá da celebração sanjoanina.

Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua de São Nicolau, 1, Porto
Telefone
222008232
Horário
Das 12h00 às 23h00. Encerra ao domingo.
Custo
(€€) 25 euros


GPS
Latitude : 41.1404572
Longitude : -8.614857400000005
Partilhar
4.5
Avaliação
Partilhar
4.5
Avaliação
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua Roberto Ivens, 826
Telefone
229378796
Horário
Das 12h00 à 00h30. Não encerra.


GPS
Latitude : 41.1803088
Longitude : -8.69054319999998
Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Muro dos Bacalhoeiros, 122 (Ribeira), Porto
Telefone
969290306
Horário
Das 12h00 às 22h30; sexta a domingo, até às 23h00. Não encerra.
Custo
(€€€) Preço médio: 40 euros


GPS
Latitude : 41.14015648035591
Longitude : -8.614773088343213
Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua Heróis de França, 185, Matosinhos (Docapesca)
Telefone
932214034
Horário
Das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 23h00. Encerra à segunda-feira.
Custo
() Preço médio: 25 euros


GPS
Latitude : 41.1841115
Longitude : -8.696498799999972
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua Sul, 91, Matosinhos
Telefone
229382695
Horário
Das 12h00 às 22h00. Encerra à segunda.
Custo
(€) Preço médio: 15 euros


GPS
Latitude : 41.18547330000001
Longitude : -8.696058300000004

Leia também:

10 sítios no Porto onde ver os jogos do Mundial
Matosinhos: novas escolhas na terra do peixe
A matéria-prima de Miguel Castro e Silva #1: a sardinha