O Feather Boa Noah, do bar Cinco Lounge, é um café que se bebe frio

Os cocktails do Cinco Lounge são feitos com ingredientes frescos. (Fotografia de Paulo Spranger/GI)
Nesta meca dos cocktails, Dave Palethorpe continua um anfitrião de mão-cheia, mostrando porque o bar se tem mantido uma referência em Lisboa. Há 25 cocktails originais para provar, ao som de música descontraída.

Apesar de não ir ao lume, a cafeteira em que é servido o cocktail Feather Boa Noah imprime um efeito surpresa no rosto do cliente, quando este leva o copo de café aos lábios e experimenta a bebida gelada, ainda com algum fumo a desvanecer-se no ar do Cinco Lounge. Criado em trabalho de equipa e preparado pelo bartender David Breda, este é um dos 25 cocktails disponíveis na atual carta do bar e uma escolha acertada para quem gosta de café. “Deve beber-se com sede”, ri Dave Palethorpe.

O dono do Cinco Lounge – um dos mais reputados bares do género em Lisboa, com 18 anos de história, numa zona residencial do Príncipe Real – revela a composição da bebida original: licor de café (de extração a frio), mel, canela, açúcar e Bulleit Bourbon (uísque americano). A bebida é acompanhada por um pedaço de chocolate caseiro temperado com picante, menta ou amêndoa, e é apenas uma de “centenas” de receitas originais da casa, feitas com destilados de qualidade e frutas frescas.

(Fotografia de Paulo Spranger/GI)

“Queremos que o Cinco Lounge seja associado a todo o tipo de bebidas, um serviço de qualidade e um ambiente onde os clientes consigam relaxar”, explica o britânico Dave, que mudou a sua vida de Londres para Lisboa “em menos de um mês”, em 2004, após 15 anos de consultoria na área de bar e coquetelaria. “Este foi o meu primeiro negócio em Portugal”, recorda, sentado num dos vários sofás rodeados de candeeiros que transmitem à sala um ambiente retro.

Além dos cocktails de autor, o Cinco Lounge trabalha com vermutes, longas listas de gins e runs, uísque/bourbon, tequila e mezcal, vodkas, licores, alguns vinhos e bebidas sem álcool. Há também opções de comida, como cachorros e tábuas de frios. Quem quiser aquecer ainda mais o inverno pode sempre pedir o Bloody Hell, cocktail servido quente e cuja receita leva, entre outros ingredientes, pimento vermelho grelhado, gengibre e tomate.

(Fotografia de Paulo Spranger/GI)


Mel de Monsanto
Segundo Dave Palethorpe, o mel utilizado na composição do cocktail é produzido por uma vetusta apicultora no Parque Florestal de Monsanto.


Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
R. Ruben A. Leitão 17A, Lisboa
Telefone
213424033/914668242
Horário
Das 20h às 24h. Não encerra.
Custo
() Feather Boa Noah a 12 euros; cocktails até 15 euros.


GPS
Latitude : 38.7142188
Longitude : -9.149740999999949




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend