Nexo 1/2 Bar: cocktails leves na nova casa de Campo de Ourique

Nexo 1/2 Bar. (Fotografia de Leonardo Negrão/GI)
A lógica microsazonal e os cocktails com pouco teor alcoólico são os pilares do Nexo ½ Bar. À frente da nova casa de Campo de Ourique está um jovem casal com experiência ganha no Red Frog e Monkey Mash, duas moradas obrigatórias da mixologia em Lisboa.

O percurso que percorremos, já se sabe, diz muito do que somos hoje. Diogo Lopes e Catarina Correia, um jovem casal unido na vida e na paixão pela mixologia, são exemplo exímio, estreando-se agora em casa própria, depois de terem acumulado experiência e saber, nos últimos anos, em duas das moradas obrigatórias na capital quando se fala em cocktails, o Red Frog e o Monkey Mash. No Nexo ½ Bar, que abriram há dois meses em Campo de Ourique, lançam o seu olhar criativo sobre cocktails com pouco teor alcoólico, uma das atuais tendências da área.

Entre as quase duas dezenas de cocktails e mocktails, uma das sugestões que mais rima com o verão que acaba de chegar é o Mexican Love Affair (9€), uma bebida fresca, rosada e cítrica que une mezcal, tequila, soda de toranja e de laranja sanguínea, cujo topo do copo é salpicado com sal dos Himalaias e togarashi, um blend de especiarias asiáticas. Outro elemento decorativo é o gomo de laranja sanguínea, caramelizado e braseado. “Este cocktail é uma derivação de um Paloma, um clássico da América Latina e Central. Provamo-lo uma vez em Madrid e adorámos. Aqui fazemos a nossa reinterpretação”, explica Diogo, ribatejano que se apaixonou pelo mundo dos shakers quando passou umas férias no algarve com o irmão mais velho, já nessa altura bartender.

Diogo Lopes e Catarina Correia, os dois responsáveis pelo novo bar. (Fotografias de Leonardo Negrão/GI)

O Mexican Love Affair, uma das criações mais veranis da carta.

Nesta nova aventura, junta-se a ele a namorada, que trocou a formação em Artes pela coquetelaria. Tudo começou como uma oportunidade para juntar dinheiro, num part-time, mas o bichinho falou mais alto. “Adoro a energia desta área, onde conseguimos conhecer pessoas diferentes e isso faz-nos viajar também”, conta a jovem que cresceu em Almada, e que ajudou a pintar o mural colorido que veste o Nexo ½ Bar, da autoria de Alice Prestes. “Ambos temos um gosto muito similar, da comida à bebida e até à decoração da casa”, ri-se a jovem.

Transversal à carta é o trabalho de raíz, com sodas caseiras, fermentações, picles, kombuchas e compotas feitas na casa. A visão autoral dos clássicos corre por toda a oferta, noutros exemplos veranis como o Figo Mule (7,5€), um twist do Moscow Mule, com vodka, ginger beer e folha de figo desidratada e infusionada, além da folha de huacatay, erva similar à hortelã, com notas de maracujá e ananás, que decora a bebida.

Diogo Lopes abriu o projeto com a namorada, depois de anos de experiência no Red Frog.

O Figo Mule é uma reinterpretação do Moscow Mule, clássico da coquetelaria.

A portada amarela, que chama a atenção na Rua Pereira e Sousa, abre-se para outras propostas como o Cosmopolitan Highball (vodka, vermute, arandos e hibisco, 7€) e o Mizuari de Alcobaça (gin, maçã fermentada, 7,5€), entre outros. Para acompanhar as bebidas da casa, pisca-se o olho à Ásia e à cozinha a vapor, com os bao de cogumelo, porco e caramelo & miso, além de wontons de cogumelos e camarão e ainda snacks como azeitonas e tremoços.

Daqui para a frente, a missão será só uma. “Vamos trabalhar sempre a um ritmo microsazonal, adicionando novos ingredientes com a chegada das estações”, adianta Diogo. Tanto ele como Catarina têm recebido o carinho da vizinhança local neste novo projeto, onde cabem cerca de 20 pessoas, entre as mesas no interior e a pequena esplanada. “As pessoas sentem quando se trabalha com amor”, acrescenta Catarina. O desejo de abrirem o seu espaço já era antigo, mas a pandemia veio acelerar essa vontade. “Chega a uma altura em que temos que abrir asas”, remata Diogo.

No novo espaço dedicado aos cocktails com baixo teor alcoólico, cabem cerca de vinte pessoas.3

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua Pereira e Sousa, 4, Lisboa
Horário
Das 16h30 às 00h30. Encerra domingo e segunda.
Custo
() Preço: cocktails desde sete euros.


GPS
Latitude : 39.3999
Longitude : -8.2245




Outros Artigos





Outros Conteúdos GMG





Send this to friend