Natal: vinhos para beber com pratos de polvo e peixes

Seis sugestões de vinhos que acompanham na perfeição pratos de polvo, raia e outros peixes no Natal, que se aproxima a passos largos.

Ainda não há muito tempo, secava-se polvo para consumir mais tarde. A raia seca, hoje uma raridade, apresenta depois de regenerada uma grande complexidade de sabores que a torna iguaria sem igual. Isto vem a propósito da recompensa das mesas mais pobres, que viviam no limiar da pobreza mas que de repente conseguiam fazer a grande festa com muito pouco. Além disso, chegavam mais longe, especialmente os lares do interior, que logo lhes faziam as honras.

Pode bem ser por isso que a noção de tesouro se comunicou à mesa, partilhado e distribuído entre os comensais e passantes. O Natal nortenho gosta do polvo e do arroz de polvo na véspera do Natal e não dispensa o cefalópode. O Algarve também aprecia o polvo e junta-lhe no Barrocal cascaria diversa, além dos inefáveis xeréns de milho e caldo. No seio das famílias portuguesas, têm destinos específicos estas proteínas marítimas e de forma diferente constituem a verdadeira riqueza.

 

Leia também:

6 vinhos para pratos de carne neste Natal
Natal: 6 vinhos para acompanhar bacalhau
Crítica Vinho: 6 vinhos Bulas por Fernando Melo