SUP: Conhecer o Gerês em cima da prancha

Remar de pé, em cima de uma prancha – eis uma maneira diferente de apreciar a paisagem do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

As verdejantes margens do rio Lima pouco ou nada têm que ver com os areais brancos do Havai, mas foi nas paradisíacas ilhas do Pacífico que se popularizou o stand up paddle (ou apenas SUP), daí chegando às praias de todo o mundo – até desaguar também nos rios do Parque Nacional da Peneda-Gerês, onde estas enormes pranchas permitem ao visitante chegar a locais quase intocados, impossíveis de alcançar de carro ou mesmo a pé.

O responsável pela introdução do SUP nestas águas foi Luís Antas Barros, que há pouco mais de uma década fundou, em Ponte da Barca, a Aktiva Natura, empresa de turismo na natureza cuja oferta inclui ainda passeios de bicicleta, a cavalo ou de caiaque, caminhadas na montanha e rivertrekking – atividade que junta caminhada, escalada e natação.

Antes de entrar na água, porém, é necessária uma breve explicação sobre algumas regras básicas de segurança e o modo de manobrar a prancha. Os passeios são sempre acompanhados por um guia/monitor e o preço inclui seguro, transporte, equipamento e até uma reportagem fotográfica, para tornar a aventura ainda mais inesquecível.

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Largo de São João, 13, Ponte da Barca
Telefone
916336628
Custo
() A partir de 25 euros por participante


GPS
Latitude : 39.3999
Longitude : -8.224500000000035

Leia também:

Vem aí uma rota para percorrer a pé todo o Peneda-Gerês
Montanhas Mágicas: Entre rios, bosques e aldeias serranas
Arribas do Douro: Um paraíso ainda desconhecido por muitos