Como descobrir a biodiversidade de Lisboa

Monsanto biodiversidade Lisboa passeio pedestre
O Parque Florestal de Monsanto, com quase mil hectares, tem 60 quilómetros de caminhos e atravessa seis freguesias de Lisboa. (Fotografia de Paulo Spranger/GI)
Há um percurso pedestre que une a frente ribeirinha de Lisboa ao Parque Florestal de Monsanto, com o objetivo dar a conhecer a biodiversidade da capital.

O Jardim de Vasco da Gama, em Belém, é o ponto de partida da Rota da Biodiversidade, que associa a o património histórico e cultural de Lisboa à divulgação de uma não menos rica biodiversidade, ainda desconhecida por muitos dos que visitam e habitam a capital.

Ao todo, este percurso circular de 14 km, que se estende desde a beira do Tejo até ao coração do Parque Florestal de Monsanto, ligando duas das unidades ambientais mais importantes da cidade, integra 18 pontos de interesse. O caminho passa por matas, bosques, prados, quintas, olivais, hortas e pomares urbanos ou jardins botânicos, cada um deles com os respetivos painéis informativos sobre as espécies de fauna e de flora existentes em cada um destes locais.

A pé ou de bicicleta, trata-se, acima de tudo, de um aliciante convite para apreciar Lisboa a partir de um novo ângulo, num passeio que alia o património à natureza com passagem por locais tão surpreendentes como a Capela do Alto de Santo Amaro, o Geomonumento do Rio Seco, a Pedreira dos Cactos ou o Jardim/Miradouro de Montes Claros.

 

GUIA COM FICHAS
Para melhor interpretar este percurso é aconselhável a aquisição do guia “Rota da Biodiversidade” e das respetivas fichas de identificação de espécies, na receção do Centro de Interpretação de Monsanto. Ou, em alternativa, pode-se descarregar a versão digital, disponível no site da Câmara Municipal de Lisboa.

 

AGENDA

Hike pelas Linhas, Sobral de Monte Agraço
4 de novembro
Depois do sucesso da primeira edição, em abril deste ano, esta original aventura está de regresso ao terreno, desta vez ao circuito do Algueidão, em Sobral de Monte Agraço, para promover e divulgar a história militar da época das Invasões Francesas. O objetivo é viver as experiências dos exércitos de então, percorrendo um circuito de 10 km, ao longo dos diversos fortes da região, apenas com recurso a instrumentos militares de navegação, como a carta militar e o escalímetro.
Facebook: MysticalTrip

Visita ao Centro de Recuperação do Lobo Ibérico, Mafra
5 de novembro
Criado em 1987, com o objetivo de providenciar um ambiente, em cativeiro, adequado aos lobos que não possam viver em liberdade, este equipamento ocupa 17 hectares de terreno, num arborizado e isolado vale, que os participantes nesta iniciativa irão ficar a conhecer. Após a visita, será ainda realizada uma caminhada de oito km pela área florestal envolvente.
greentrekker.pt

Porto Anti-Stress, Porto
12 de novembro
Sempre ao sábado, duas vezes por mês, o Parque Oriental, na zona de Campanhã, recebe este programa de corrida e caminhadas para todas as idades, organizadas por profissionais de educação física e com o acompanhamento de técnicos de saúde. Não é necessária inscrição e basta apenas aparecer no local, pelas 10h, com roupa e calçado confortável para a prática desportiva.
www.runporto.com

 

Leia também:

Já é seguro ir ao panorâmico de Monsanto
8 ideias para um fim de semana de outono em Lisboa
Lisboa: um passeio pela comprida e variada Estrada da Luz