As carrinhas pão de forma que o levam à descoberta do norte

As duas carrinhas vintage restauradas da Let´s Kombi são o ponto de partida dos passeios em grupo que percorrem as ruas do Porto mas também diversas rotas pelo norte de Portugal.

A paixão pelos carros clássicos sempre correu na família de Hugo e Dinis Fonseca, mas foi quando compraram a primeira carrinha Volkswagen, uma das míticas pão de forma, que decidiram rentabilizar essa mesma paixão. Ao fim de um ano e meio de «um penoso trabalho de restauro», as duas Volkswagen saíram finalmente à rua e já podem ser alugadas apenas para um passeio.

As carrinhas do modelo Samba não são fáceis de encontrar. Têm, no total, 23 janelas e um teto panorâmico. Um excesso curioso que se percebe facilmente através da origem destas carrinhas. «Elas foram criadas na Áustria, um país que tem poucos meses de sol e bom tempo. O modelo da Volkswagen foi adaptado para ter mais luz no interior e, idealmente, transportar turistas nas estâncias, na época do pós-guerra», explica Hugo, de 33 anos. Um modelo «tão raro» que, em Portugal, se contariam apenas «dois ou três exemplares».

O projeto Let’s Kombi conta com duas carrinhas Samba, sendo que há mais duas em fase de restauro e que, eventualmente, irão integrar a frota que hoje já percorre as ruas do Porto e as estradas do norte do país. Ambas estão disponíveis para aluguer e prontas para transportar os passageiros ao longo dos roteiros que Hugo e Dinis desenharam e que se adaptam a todos os gostos.

O objetivo é o de proporcionar visitas guiadas por diferentes rotas, sempre com os grupos em mente, até porque cada uma das carrinhas tem nove lugares, com um sempre reservado para o condutor.

Os roteiros

Revisitar os lugares mais emblemáticos do Porto é uma das boas sugestões da Let´s Kombi, mas é ao longo das paisagens das estradas nacionais que Hugo e Dinis querem dar a conhecer aos passageiros o norte rural.

O Douro é ponto de visita obrigatório, num percurso que tem a duração de um dia e que percorre a N222, uma das mais belas do mundo, do Peso da Régua até ao Pinhão. Mas também é possível agendar uma visita às duas capitais do Minho, Guimarães e Braga, ou pela Rota do Românico, ao longo dos vales do Tâmega e do Sousa. Comer também não é problema. A Let´s Kombi tem sempre sugestões de locais mais ou menos típicos onde é possível parar e petiscar.

Quanto custa uma viagem destas? Os preços variam entre os 250 e os 350 euros por carrinha. Os passeios mais curtos pela invicta ficam-se pelos 20 euros por hora.