Ilha Deserta: paraíso no Algarve com um único habitante

Não há em Portugal continental ponto mais meridional. A ilha da Barreta, que a população conhece como Deserta, está ali a um par de milhas da civilização e no entanto guarda a mística dos lugares recônditos.

Chega-se lá por Faro ou por Olhão e, quando o barco atraca, uma pessoa percebe que afinal há um Algarve imaculado – e está mesmo no meio da confusão. Há um areal inteiro com pouca gente, muito menos do que em qualquer outro ponto do Algarve.

A ilha tem um único habitante, e quem ali desagua fá-lo para visitar o Estaminé, um dos melhores restaurantes da costa algarvia. Construído em madeira sobre as dunas, numa arquitetura sustentável que imita o casco de um barco, é toda uma homenagem ao mares do Sul. À mesa também, sobretudo nos petiscos. Amêijoas ou gambas, peixe apanhado no dia, e depois rega-se tudo com um bom copo de vinho branco. Deve ser mais ou menos isto o paraíso.

CHEGAR LÁ

O barco parte do Cais da Porta Nova, em Faro, seis vezes por dia, entre as 10h00 e as 18h00. O percurso leva 35 minutos, com as paisagens da ria para abrir o apetite.

ESTAMINÉ

Ilha da Barreta, Ria Formosa
Tel.: 917811856
Web: ilha-deserta.com
Horário: Das 10h30 às 19h00. Não encerra.
Preço médio: 45 euros

 

Veja também:

Tudo sobre os segredos das ilhas algarvias
O resort mais romântico da Europa é no Algarve