As ruas de Águeda vão agitar-se durante 23 dias

A capital portuguesa dos chapéus-de-chuva coloridos espera atrair milhares de visitantes com espetáculos musicais, animação de rua, festas com DJ, dança e tasquinhas. A entrada é gratuita.

Está a chegar a 12.ª edição do AgitÁgueda, um festival urbano com dezenas de eventos e muita animação garantida para pôr a população, visitantes e turistas a mexer durante 23 dias consecutivos, debaixo da escultura artística «The Umbrella Sky», com milhares de chapéus-de-chuva coloridos, e noutras ruas do centro histórico.

É debaixo deles que vão decorrer muitas das atividades, como por exemplo uma aula gigante de zumba, dança mundialmente conhecida por aliar o desporto ao entretenimento, com vários instrutores, nacionais e internacionais, ao comando das coreografias. Noutra festa, contudo, a música não vai ouvir-se na rua: os participantes terão auscultadores nos ouvidos, sem fios, enquanto dançam ao som de um DJ.

Imóveis vão estar os artistas do III Encontro de Homens-Estátua a decorrer nas ruas da Baixa até à Avenida Dr. Eugénio Ribeiro, passando pelo mercado municipal, enquanto o desfile do Carnaval Fora D’horas promete ser muito mais agitado, com centenas de artistas de várias escolas de samba a contagiar Águeda com aquele ritmo brasileiro.

 

Chuva de cores e sabores

Bancos de jardim, escadarias, colunas e outros elementos de mobiliários urbano vão ser pintados em sintonia com as cores dos milhares de chapéus-de-chuva que compõem a instalação «The Umbrella Sky», nas ruas da Baixa. No campo gastronómico, Águeda promove-se através de um conjunto de tasquinhas com produtos da região, artesanato incluído.

O cartaz musical do AgitÁgueda 2017 preenche-se de grandes nomes da música, como Resistência (sábado, 1 de julho), Orquestra 12 de Abril com Manuela Azevedo (domingo, 2 de julho), Amor Electro (sexta-feira, 7 de julho), Mishlaui (sábado, 8 de julho), Piruka e Anthony B (sábado, 15 de julho), José Cid (sexta-feira, 21 de julho) e Gabriel O Pensador, que encerra o certame na noite de dia 23. Sempre com entrada livre.

 

Leia também:

Dormir junto ao centro de Freixo de Espada à Cinta
Aveiro: um passeio pelo Rossio histórico e moderno
Uma viagem na Bairrada com vinhos, termas e boa mesa