Dia do Vinho do Porto celebra-se com regata e festa ao pôr-do-sol

No quarto ano em que se celebra o Port Wine Day (Dia do Vinho do Porto), há novidades como a regata com barcos rabelos e uma iniciativa de harmonização entre vinho do porto e piza napolitana.

Cerca de treze barcos rabelos vão deslizar, amanhã, a partir das 16h00, pelas águas do Rio Douro, desde o Cabedelo até junto da Ponte Luiz I. Apesar de serem só os convidados do evento a bordo dos barcos, todos podem assistir a este espetáculo a partir das «melhores bancadas», as margens do Porto e Vila Nova de Gaia, refere Manuel Cabral, Presidente do Instituto dos Vinhos do Porto.

Este é uma das iniciativas a acontecer no Dia do Vinho do Porto, 10 de setembro, cujas comemorações se iniciaram no dia 1, e que celebra a «criação da Companhia Geral de Agricultura das Vinhas do Alto Douro, em 1756, pelo Marquês de Pombal», explica.

A regata, que dura cerca de uma hora, «é um especial momento de chamada de atenção para o rio, para a região de produção – a Região Demarcada do Douro, para as caves de vinho do porto, e para o vinho do porto e a sua expansão mundial», diz Manuel, acrescentado que «é a primeira vez que se organiza uma regata em tempo de vindima, fora do São João». Os barcos envolvidos são os que estão habitualmente ancorados em frente às caves de Vila Nova de Gaia, e que pertencem às empresas produtoras.

A animação continua, a partir das 17h00, no Jardim das Oliveiras, com a Sunset Party, onde terá lugar a iniciativa Pizza Napoletana joins Port Wine Day, acompanhada de música. O evento é aberto à população e contará com a presença de trinta empresas, entre elas a Sogrape, a Niepoort e a Churchill’s, que, ao todo, disponibilizarão mais uma centena de diferentes vinhos do porto para serem experimentados. O pagamento será feito através de senhas, adquiridas anteriormente. Simultaneamente, estarão a ser vendidas mini-pizas, criadas pelo pizzaiolo napolitano Antonio Mezzero, e harmonizadas com vinho do porto por Bento Amaral, Diretor dos Serviços de Certificação do IVDP. A ideia é que os visitantes se deixem surpreender por esta combinação improvável, de sabores italianos e portugueses, ao mesmo tempo que ajudam, pois o valor apurado com a venda das pizas será doado, posteriormente, à Irmandade dos Clérigos. A street também marca presença com intervenções de Daniel Eime e Gustavo Mesk.

A Port Wine Night é o momento que encerra o dia. Durante a noite, uma rota de 22 bares da baixa do Porto vão servir cocktails especiais com vinho do porto ou um intemporal copo de vinho do porto.

 

Leia também:

5 wine bars para amantes de vinho no Porto
Droop: uma casa no Porto para petiscar entre vinhos
Visitas grátis e menus especiais. É o Dia do Vinho do Porto



CONTEÚDO PATROCINADO