No hotel Six Senses vive-se o Douro em modo zen

Bastam 90 minutos, de carro, para ir do Porto ao Six Senses Douro Valley, em Lamego. Para (re)pensar a vida e a forma como a conduzimos bastam cinco dias, com muita coisa boa à mistura, nos novos retiros orientados para o bem-estar e para aliviar o stress.

Fazer mapas mentais divididos em cinco áreas fundamentais para a nossa vida, como são as relações, o bem-estar, as finanças, os objetivos e a criatividade. Parece mais fácil do que realmente é, por isso mesmo Toby Maguire, fundador e diretor da Working in Balance, orienta-nos os passos – e, tal como dantes na escola, encoraja a colocar tudo no papel, com a ajuda de marcadores coloridos.

O mesmo se passa nas aulas de tai chi – onde fica mesmo o nosso centro gravitacional? – ou nas de meditação, um processo de concentração não tão evidente assim e que apanha desprevenidos todos aqueles que, pouco dados a estas coisas, imaginavam ser favas contadas desligar e ficar num estado próximo ao Nirvana.

Claro que participar num retiro deste tipo, que envolve ainda aulas de yoga logo pela manhã ou treinos com TRX (cabos de suspensão que permitem fazer vários exercícios), pressupõe, à partida, uma determinada predisposição; no mínimo, curiosidade. A grande diferença, e que funciona como um atrativo poderoso, é que o seu mentor associou esta experiência a uma estada de quatro noites e cinco dias num resort de luxo como é o Six Senses Douro Valley.

Na prática, isso quer dizer que há esforço físico e mental envolvidos, mas também recompensas como massagens, banhos de piscina e menus saudáveis sem perder de vista o prazer de se estar mesa – Toby só não é a favor da ingestão de bebidas alcoólicas durante as refeições.

A ideia destes retiros orientados para o bem-estar e para aliviar o stress – os próximos estão marcados para 5 a 9 de novembro e para 12 a 16 de novembro – nasceram da própria experiência de Toby, um britânico com formação como terapeuta que passou a maior parte da vida adulta a trabalhar sobretudo na Ásia, e da sua convicção de que, cada vez mais, pessoas de todo o mundo estão a procurar um tipo de férias em que, mais do que só descansar, lhes é permitido participar em workshops, aulas de yoga, fazer meditação e melhorar o equilíbrio.

Estes programas são uma das grandes novidades que o Six Senses Douro Valley reservou para 2017, tendo já sido apontados como dos melhores do género por algumas publicações internacionais – a Condé Nast Traveler espanhola reconheceu-o como o melhor hotel internacional de saúde e bem-estar.

A Six Senses, que comprou esta propriedade do Douro (na Quinta de Vale Abraão, ex-Aquapura) em 2013, é conhecida mundialmente pelos seus spas mas igualmente pela excelência na hotelaria e por ser muito empenhada na questão da sustentabilidade e do bem-estar. Este é o seu primeiro resort na Europa, logo fazia sentido tirar o máximo proveito das suas potencialidades para proporcionar mais do que apenas dormidas. Procuram-se experiências – o Six Senses Douro Valley proporciona-as.


Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Quinta de Vale Abraão, Samodães, Lamego
Telefone
254660600
Custo
() Quarto duplo a partir de 270 euros por noite. Retiros de bem-estar e para aliviar o stress a partir de 1995 euros (4 noites).

Website

GPS
Latitude : 41.144198
Longitude : -7.812249999999949

 

Veja também:

Um spa salínico em Aveiro por dois euros
Viseu: terra de lagos, spa, termas e praias fluviais

14 spas em Portugal para recarregar energias

 



CONTEÚDO PATROCINADO