Pousada de Lisboa: Dormir no antigo escritório de Oliveira Salazar

O edifício pombalino onde funcionava o Ministério da Administração Interna deixou de ter escritórios para acolher luxuosos quartos e peças de arte. A mudança teve mão do grupo Pestana, que junta mais esta às suas 34 pousadas em Portugal.

Ficar na nova Pousada de Lisboa, no Terreiro do Paço, com vista para o rio Tejo, dá direito a ver arte e a descobrir histórias. O ambiente evoca os Descobrimentos portugueses e alguns eventos relevantes do país cuja história as peças de arte, em exposição por quase todos os pisos, ajudam a contar. É o caso do busto de Luís Vaz de Camões, das estátuas de Nuno Álvares Cabral, de D. José I e das ninfas e dos descobridores.

Mas há dois espaços da Pousada que guardam uma importante parte da história recente do país. A suite Dom Pérignon – patrocinada pela marca de champanhe – foi gabinete de António de Oliveira Salazar, enquanto presidente do Conselho de Ministros, e era no Salão Nobre, cujo teto e paredes demoraram cerca de um mês a ser revestidos a folha de ouro, que eram feitas as reuniões com os ministros.

Apesar de a suite Dom Pérignon, com 110 metros quadrados, ser a mais cara de todas, há outras tipologias. Quarto clássico e superior, quarto deluxe e familiar, quarto duplex e suite standard são as opções de alojamento, com uma das seguintes vistas garantida: Terreiro do Paço, Rua Áurea, Câmara Municipal de Lisboa ou a colina do Castelo de São Jorge.

Ficar na Pousada de Lisboa é também ter a oportunidade de apreciar obras de arte, algumas ligadas à história de Portugal. A suite mais cara – Dom Pérignon – já foi escritório de Oliveira Salazar.

Os quartos foram criados no lugar dos escritórios do ministério e o antigo refeitório deu lugar ao spa. E essa tranformação foi um dos desafios do arquiteto Jaime Morais, responsável pela decoração e pelo design de interiores, que fez questão de não alterar a traça original do edíficio, cujas obras de remodelação se estenderam por 17 meses. As grandes galerias, a escadaria principal, os vitraise as escadas laterais não foram tocados.

Já o belíssimo pátio interior sofreu algumas alterações. Agora com chão em calçada portuguesa, funciona como zona de pequenos-almoços e ostenta duas grandes réplicas dos Painéis de São Vicente de Fora. Os originais foram pintados por António Narciso Patrício da Cruz e usados no cortejo histórico de Lisboa em 1947. Sob as arcadas do restaurante Lisboeta, que se estende pelo bar e pela esplanada, o chefe Tiago Bonito cria pratos de comida portuguesa contemporânea, que podem ser acompanhados por vinhos nacionais. Seja uma estada fugaz ou demorada, está garantida uma viagem no tempo.

Pousada de Lisboa – Terreiro do Paço
Praça do Comércio, Lisboa
Tel.: 218442001
Horário do restaurante: das 13h00 às 15h00 e das 19h30 às 02h00
Web: pestana.com
Quarto duplo a partir de 189 euros por noite (inclui pequeno-almoço)



CONTEÚDO PATROCINADO