Crianças aprendem a comer bem no Parque das Nações

Exposição explica como se pode comer bem
O Pavilhão do Conhecimento tem uma exposição interativa com 30 módulos que ensinam que comer bem não é apenas uma questão de calorias ou quantidades. «Bom apetite! A ciência está na mesa» é o nome da mostra que está patente até setembro.

A exposição, que abriu neste mês de fevereiro, não impõe um percurso obrigatório, propõe antes uma visita intuitiva construída em torno de cinco grandes temáticas definidas por cores dominantes, que proporcionam momentos de lazer e descoberta em família. Os temas são simples: Porque comemos?, Um bom prato, Inquérito sobre os alimentos, O gosto dos outros e Uma fome de cidadão.

O que nos abre o apetite? Como podemos confeccionar um jantar saudável? Será que existem alimentos proibidos? E a televisão, ajuda a engordar? Estas são algumas das questões e dúvidas que pretendem ser respondidas na mostra. O principal objetivo da exposição é mostrar aos visitantes, nomeadamente aos mais novos, meios para compreenderem melhor as regras de uma alimentação saudável, ajudando à leitura e triagem de uma multiplicidade de mensagens e informações que, todos os dias, surgem ligadas à alimentação. E que nem sempre são fáceis de entender.

A ciência ajuda assim a responder a numerosas questões colocadas por cada consumidor numa altura em que o critério «saúde» tem tendência a sobrepor-se ao do gosto e do prazer. A mostra, composta por mais de 30 módulos interativos, foi uma produção da Universcience (Cité des Sciences et de l’Industrie, Paris) com a colaboração de Heureka (Finlândia), Museo Nazionale della Scienza e della Tecnologia Leonardo da Vinci (Itália) e Technopolis (Bélgica).



CONTEÚDO PATROCINADO